sicnot

Perfil

País

O país que decida. Marcelo falou demais?

MIGUEL A. LOPES

Não é a primeira vez que as declarações do Presidente da República geram controvérsia. Marcelo anunciou a decisão da Fitch sobre Portugal antes mesmo da agência se pronunciar. A discussão ferve nas redes sociais.

Marcelo quis ser ele a anunciar ao país as "boas notícias": a manutenção do 'rating' pela agência Fitch.O problema é que falou furando todas as regras: antes da própria agência de notação se pronunciar e numa altura em que os mercados ainda estavam a funcionar. Razões suficientes para se instalar a polémica.

No Twitter por exemplo são várias as críticas a actuação/declaração do Presidente. Em mútiplos tweets questiona-se em que qualidade estava Marcelo a falar: como chefe de Estado, ex-comentador político ou "amigo" do Governo?

A correspondente do Wall Street Journal em Lisboa foi das primeiras a pronunciar-se no Twitter sobre o assunto. A sua estranheza é óbvia: "Presidente português diz que a Fitch mantém o rating, antes do anúncio da agência e enquanto os mercados ainda estão abertos". No mesmo sentido, o comentador Pedro Adão e Silva escreve na mesma rede social que "este anúncio prematuro do rating da Fitch vai fazer companhia à ida à Cornucópia no ranking de momentos baixos de Marcelo". E até há quem sugira que "com o Marcelo a substituir-se à LUSA", o Estado "vai poupar".

Pelo contrário, em defesa do PR, foi criada um claim: "Marcelo é fitch". O embaixador Francisco Seixas da Costa é um dos que sublinha o apoio à intervenção presidencial. Num tweet que foi partilhado pela eurodeputada Ana Gomes, Seixas da Costa usa da ironia ao escrever que "a Fitch, um conhecido cúmplice esquerdalho da Geringonça" tomou uma decisão que estraga o fim de semana a "uma certa direita".

Nem de propósito, no blog de direita "Blasfémias" não se poupam nas palavras, ou melhor nas críticas. Marcelo é apelidado de "incontinente". No texto assinado por "rui a." escreve-se que "não se consegue perceber se, nesta notícia sobre a manutenção do raiting da dívida portuguesa pela Fitch, Marcelo Rebelo de Sousa age como representante da agência, que não nos parece que seja, se como porta-voz do governo, o que julgamos que ainda não é, ou se como fazedor de factos políticos, que pensávamos que já não era. Como Presidente da República é que seguramente não foi."

O país que decida: Marcelo falou demais? Não foi a primeira vez e certamente não será a última.

  • Fitch mantém nível de "lixo" para Portugal

    Economia

    A Fitch mantém a dívida portuguesa num nível de alto risco a que chama de lixo e sem perspetiva de subir. Numa nota divulgada esta sexta-feira, a agência de notação sublinha que o Governo aplicou uma estratégia de contenção de despesa "muito rigorosa" o que permitiu cumprir a meta do défice.

  • Marcelo considera que rating da Fitch a Portugal é uma boa notícia
    2:16

    Economia

    Apesar de o país estar no nível considerado lixo, Marcelo Rebelo de Sousa defende que essa é uma boa notícia para o país. O Presidente da República antecipou-se à Fitch e, ainda antes dos dados serem conhecidos publicamente, afirmou que a agência de notação financeira vai manter o rating Portugal na mesma.

  • "Estamos vivos"
    11:41

    Reportagem Especial

    Os incêndios de 15 de outubro provocaram sete milhões de euros de prejuízos em empresas da região Norte. Castelo de Paiva foi o concelho mais atingido, o fogo destruiu várias casas e empresas que davam trabalho a cerca de 200 pessoas. Um mês depois do incêndio, a Reportagem Especial da SIC foi ver o que está a ser feito para ajudar a população.

  • Administrador recebia 420 mil € por ano quando aldeamento passava dificuldades
    4:39

    Operação Marquês

    A Caixa Geral de Depósitos tentou cortar para metade o salário do presidente do Conselho de Administração de Vale do Lobo, mas não conseguiu. Diogo Gaspar Ferreira ganhava 420 mil euros por ano, quando o empreendimento estava enterrado em dívidas. A Autoridade Tributária estima também que o arguido da Operação Marquês não tenha declarado 400 mil euros pagos pelo aldeamento.

  • Estudante português desaparecido no mar Báltico

    País

    Um jovem português de 21 anos desapareceu na segunda-feira, dia 13 de novembro, enquanto fazia uma viagem de cruzeiro entre a cidade finlandesa de Helsínquia e a capital da Suécia, Estocolmo. As autoridades locais fizeram buscas na madrugada em que Diogo Penalva caiu ao mar Báltico, por volta das duas da manhã.

  • Notas e moedas têm os dias contados?
    6:27
  • Político oferece 1,3 milhões por decapitação de atriz

    Mundo

    Deepika Padukone é uma das personagens principais do filme que retrata a relação entre uma rainha hindu e um governante muçulmano. O filme enfureceu um político do Governo indiano, que ofereceu 1,3 milhões de euros como recompensa a quem decapitasse a atriz. A polícia já destacou agentes para proteger a atriz, bem como a sua família.

  • Paris inaugura primeiro restaurante naturista

    Mundo

    Para entrar, é preciso retirar a roupa e apenas as mulheres podem permanecer calçadas. O primeiro restaurante naturista de Paris abriu em novembro para responder a uma necessidade em França, principal destino do mundo para os praticantes de nudismo.

  • Peru faz aparição especial na Casa Branca
    1:10

    Mundo

    Os norte-americanos estão a preparar-se para o tradicional Dia de Ação de Graças, assinalado na próxima quinta-feira. O tradicional peru fez esta terça-feira uma aparição especial na sala de conferências de imprensa, na Casa Branca, em Washington. O peru é o prato tradicional no Dia de Ação de Graças, uma data de louvor a Deus, que remonta ao século XVII e que é celebrada na quarta quinta-feira de novembro, sobretudo nos Estados Unidos da América e no Canadá.

  • Sara Sampaio brilha em Xangai
    1:50