sicnot

Perfil

País

Proteção Civil regista mais de 200 ocorrências, litoral sob aviso laranja

A Autoridade Nacional da Proteção Civil registou entre 20:00 de quarta-feira e as 00:00 de hoje 220 ocorrências, tendo a mais grave sido registada em Ílhavo, Aveiro, onde permanece desaparecida no mar uma mulher.

Segundo o adjunto Marcos Martins, adjunto-nacional da Autoridade Nacional de Proteção Civil, os distritos onde se registaram mais ocorrências foram os de Viana do Castelo, com 31, Braga, com 30, e Porto, com 27.As quedas de árvores registaram o maior número de ocorrências, com 68, seguidas das limpezas de vias, 63, e da queda de estruturas, 29.

Na resposta àquelas ocorrências estiveram envolvidos 774 operacionais, 325 meios terrestres e um meio aéreo que esteve envolvido nas buscas pela mulher que desapareceu quinta-feira no mar em Ílhavo, quando juntamente com um grupo de pessoas realizava uma cerimónia religiosa na praia da Costa Nova.Segundo as autoridades, as buscas pela mulher vão prosseguir durante a madrugada, mas apenas por terra, depois de ao início da noite de quinta-feira ter sido usado um helicóptero da Força Aérea.

Além da mulher, foram arrastados para o mar por uma onda três outras pessoas que conseguiram sair e foram assistidas no local pelos bombeiros e INEM.A ocorrência em Ílhavo foi a mais grave registada pela Autoridade Nacional da Proteção Civil desde as 20:00 de quarta-feira.

Aos primeiros minutos do dia de hoje, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera baixou o aviso de vermelho para laranja, estando os distritos de Aveiro, Beja, Braga, Bragança, Coimbra, Faro, Guarda, Leiria, Lisboa, Porto, Setúbal, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu sob 'Aviso Laranja' e Castelo Branco e Portalegre sob 'Aviso Amarelo'.

Nos distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria, Lisboa, Setúbal, Beja e Faro vão estar sob 'Aviso Laranja' devido à altura significativa das ondas, que podem atingir entre 12 e 14 metros de altura máxima.Os distritos de Bragança, Vila Real, Viseu e Guarda vão estar sob 'Aviso Laranja' devido ao vento com previsão de rajadas que podem atingir os 120 quilómetros/hora.O Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê também a ocorrência de períodos de chuva, que podem ser fortes para o norte e centro de Portugal, aguaceiros fracos para o Alentejo e céu com períodos de muito nublado para o Algarve.

O 'Aviso Laranja' é emitido devido a uma situação meteorológica de risco moderado e elevado e é aconselhado às pessoas para se manterem ao corrente da evolução das condições meteorológicas e seguir as orientações da Autoridade Nacional da Proteção Civil.Já a Proteção Civil vai manter até sábado às 20.00 o 'alerta nível azul'.

O estado de alerta especial de nível azul refere-se à necessidade de os agentes de proteção civil reforçarem os meios de primeira intervenção, destinando-se apenas a estes agentes e não à população em geral, de forma a melhorar a eficiência do sistema.Segundo a informação disponibilizada pela Marina na sua página na Internet, às 23:47 de quinta-feira, 13 barras marítimas estavam encerradas e três condicionadas e a próxima preia-mar terá lugar pelas 07:00.

Lusa

  • "É mais um notável tiro no pé de Passos Coelho"
    4:04

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite, a polémica em torno de Pedro Passos Coelho, depois do presidente do PSD ter pedido desculpas por ter "usado informação não confirmada", ao falar na existência de suicídios, depois desmentidos, como consequência da falta de apoio psicológico na tragédia de Pedrógão Grande. Sousa Tavares considera que Passos Coelho deu "mais um tiro no pé" e defende que o líder da oposição "está notoriamente desgastado" e "caminha para uma tragédia eleitoral autárquica".

    Miguel Sousa Tavares

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.