sicnot

Perfil

País

Uso medicinal e recreativo da cannabis devem ser tratados de formas diferentes

Planta de canábis

© Alessandro Bianchi / Reuters

O presidente do Serviço de Intervenção dos Comportamento Aditivos e Dependências (SICAD) considera que o uso terapêutico da cannabis e o seu uso recreativo são duas questões distintas e que devem ser tratadas separadamente.

"Estão a introduzir-se duas questões que devem ser totalmente separadas", afirmou aos jornalistas João Goulão, numa reação à intenção do Bloco de Esquerda de avançar este ano com um novo projeto-lei para legalizar a 'cannabis' com fins terapêuticos por um lado e recreativos por outro.

O presidente do SICAD e perito na área da toxicodependência afirma não ter reservas quanto à legalização da cannabis para fins terapêuticos, mas lembra que é matéria para ser tratada por médicos e autoridades da área do medicamento e produtos de saúde.

Já quanto à legalização para fins recreativos, Goulão diz que o debate é legítimo mas não é urgente, sendo preferível esperar pelos resultados de outros países que estão a começar a aplicar a medida.

"Não temos a premência de mudar a todo o custo porque sim ou porque é moderno", afirmou o presidente do SICAD , aconselhando a que se aguarde por resultados das experiências internacionais.

Hoje o jornal Público escreve que o Bloco de Esquerda avança ainda este ano com iniciativas para legalizar a cannabis quer para uso terapêutico como para uso recreativo.

A cannabis com fins medicinais pode ter impacto nomeadamente no alívio da dor em doenças prolongadas, como as oncológicas.

Lusa

  • Conselho Europeu elege sedes de agências em novembro

    Mundo

    Os líderes da UE adotaram os critérios para a escolha das cidades que acolherão as sedes das agências europeias atualmente em Londres, uma das quais a do Medicamento, que Portugal quer receber, agendando a eleição para novembro.

  • Morreu Miguel Beleza, antigo ministro das Finanças e governador do BdP
    1:34
  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.