sicnot

Perfil

País

Ambientalistas anunciam manifestação popular contra poluição no Tejo a 4 de março

O Movimento pelo Tejo - proTEJO anunciou hoje a realização de uma manifestação de protesto contra a poluição do rio Tejo e seus afluentes no dia 4 de março, junto ao cais de Vila Velha de Rodão.

"Os fenómenos extremos de poluição que se têm verificado no rio Tejo e seus afluentes nos últimos dias justificam a realização desta manifestação popular de protesto e para a qual o proTEJO convoca toda a população e comunidades ribeirinhas a participar numa demonstração de cidadania que visa travar as fontes poluidoras e salvar o rio Tejo", disse hoje à Lusa Paulo Constantino, porta-voz do movimento ambientalista, com sede em Vila Nova da Barquinha, no distrito de Santarém.

"As águas do rio Tejo estão negras, cheias de mantos de espuma branca e que consubstanciam casos de poluição extrema, devidamente fotografados e filmados por membros do proTEJO e cidadãos preocupados.

Não há vida nem ecossistemas que resistam a esta barbaridade, que configura um crime gravíssimo, pelo que exigimos do Governo que tome medidas imediatas relativamente às licenças de emissões poluentes das fábricas situadas em Vila Velha de Rodão", no distrito de Castelo Branco.

Paulo Constantino disse que "a origem do problema está bem identificada pelo Governo", tendo defendido a "urgente e imediata revisão da licença de quantidade e qualidade de descargas de afluentes da empresa Celtejo, bem como uma maior fiscalização sobre as descargas dessa empresa", instalada em Vila Velha de Rodão.

Questionado sobre a realização da manifestação contra a poluição do rio Tejo no Cais de Vila Velha de Ródão, dia 4 de março, às 15:00, o dirigente ambientalista lembrou que "foi o próprio Governo quem reconheceu que a Celtejo é uma das principais poluidoras do Tejo e, face a estes episódios de poluição extrema, são necessárias medidas extraordinárias, urgentes e imediatas.

Se o principal problema reside em Vila Velha de Rodão, é lá que nos vamos manifestar".

O Movimento pelo Tejo - proTEJO já havia escrito esta semana uma Carta Aberta ao ministro do Ambiente a denunciar os "fenómenos extremos de poluição que tingem as águas do rio Tejo" desde o início deste mês de fevereiro, e a apelar à "intervenção imediata das autoridades para por cobro aos poluidores e aos focos de poluição".

Anunciou também que em breve seriam anunciadas novas medidas de protesto, caso a poluição não cessasse, e convocou as populações ribeirinhas para manifestações de cidadania em defesa do rio Tejo e seus afluentes.

No dia 26 de setembro de 2015, o movimento ambientalista realizou a primeira "Manifestação contra a poluição no rio Tejo", face ao significativo número de episódios de poluição que o rio Tejo vinha sofrendo, visíveis a olho nu e registados por diversos cidadãos que integram a rede de vigilância do rio Tejo deste movimento.

Lusa


  • PS e BE não propõem alívio da dívida à UE
    1:55

    Economia

    O PS e o Bloco de Esquerda querem mais 45 anos para pagar as dívidas à União europeia e juros mais baixos. As medidas fazem parte da proposta dos partidos para a redução da dívida pública. No relatório que será enviado ao Governo, não é pedido qualquer perdão de dívida, ao contrário do que os partidos mais à esquerda chegaram a defender.

  • Antigos ministros de Governos de Sócrates ouvidos pelo MP
    1:54

    Operação Marquês

    Quatro antigos ministros de Governos de José Sócrates foram ouvidos recentemente pelo Ministério Público (MP), no âmbito da Operação Marquês. Mário Lino, António Mendonça, Teixeira dos Santos e Luís Campos e Cunha foram ouvidos como testemunhas. Os investigadores chamaram os antigos governantes para esclarecer decisões relacionadas com a PT.

    Notícia SIC

  • Suspeito de atropelamento mortal diz que foi mero acidente 
    2:00
  • Confrontos na primeira greve geral no Brasil em 21 anos
    1:34
  • "Está na altura de pressionarmos a Coreia do Norte"
    0:45

    Mundo

    O secretário de estado norte-americano, Rex Tillerson, afirmou esta sexta-feira na ONU que a ameaça da Coreia do Norte é real e pediu que o conselho de segurança da ONU tome medidas antes que seja o regime de pyongyang a fazê-lo.

  • Menina que nasceu com três pernas já corre após a cirurgia

    Mundo

    Uma criança do Bangladesh que cresceu com três pernas vai regressar a casa, depois de uma viagem até à Austrália, onde foi operada para retirar o membro a mais. Como resultado de um gémeo que não se formou por completo, a criança de três anos nasceu com uma terceira perna na pélvis. Alguns meses após a cirurgia, feita em novembro, a menina já corre.