sicnot

Perfil

País

Movimento Algarve Livre de Petróleo contra autorização de furo em Aljezur

LU\303\215S FORRA

O Movimento Algarve Livre de Petróleo (MALP) manifestou-se esta quinta-feira em frente à Câmara Municipal de Loulé contra a autorização do Governo para a prospeção e exploração de petróleo ao largo de Aljezur.

"Estamos indignados com o facto de o Governo de António Costa ter aprovado a exploração de petróleo a sul do país, ao largo de Aljezur, no mar", explicou o porta-voz do MALP, João Martins, que descreveu o processo de consulta pública sobre aquele furo de prospeção como "um verdadeiro embuste".

João Martins disse que a decisão do Governo é incompreensível quando a consulta pública teve mais de 40 mil objeções, quatro participações positivas e todas as forças políticas e cívicas da região se têm pronunciado contra a exploração e prospeção de hidrocarbonetos na região, tanto em terra como no mar.

Este é também o motivo pelo qual o MALP exige a demissão do ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes.

"Achamos mal que o ministro do Ambiente ache normal que se avance com a prospeção em território português", comentou João Martins.

A iniciativa decorreu frente àquela autarquia algarvia para tentar obter uma reação sobre a autorização do Governo por parte do presidente da Câmara de Loulé, Vítor Aleixo (PS), que também é presidente da comissão permanente do Conselho Regional da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve.

O protesto contou com a participação de pouco mais de uma dezena de pessoas.O MALP lançou ainda o apelo à participação no protesto marcado para 23 de fevereiro, frente à Assembleia da República, dia em que a questão da prospeção e exploração do petróleo vai ser discutida.

O movimento está ainda a preparar um protesto para 18 de março, frente à Escola de Hotelaria, em Faro, onde o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai participar no primeiro congresso da associação empresarial Algfuturo.

Lusa

  • Drone inglês evita execução do Daesh na Síria
    2:08

    Mundo

    A Força Aérea britânica divulgou esta terça-feira um vídeo que mostra um drone a parar uma execução pública que estaria prestes a acontecer às mãos do Daesh, na Síria. As imagens, apesar de cortadas pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, mostram várias pessoas na rua, uma explosão e, depois, a fuga.

  • Atrás das Câmaras em Fátima
    2:48
  • Como fazer negócios no mercado dos leilões
    7:15
  • PS quer reconquistar poder em Vila Viçosa
    2:06

    Autárquicas 2017

    Ana Catarina Mendes insistiu na ideia de que o PSD escolheu um modo perigoso de fazer campanha, ao insistir nas críticas à lei da imigração. Ana Catarina Mendes, secretária-geral adjunta do PS, esteve esta quarta-feira em campanha no distrito de Évora.

  • Troca de argumentos entre Medina e Cristas marca campanha em Lisboa
    2:34

    Autárquicas 2017

    Esta quarta-feira o dia de campanha em Lisboa ficou marcado por uma troca de argumentos entre Fernando Medina e Assunção Cristas. O atual presidente da Câmara acusa a candidata do CDS de não respeitar os lisboetas por admitir que pode não exercer o cargo de vereadora até ao fim do mandato. Já Assunção Cristas garante que se for eleita cumpre o mandato até ao fim.

  • "Não toleramos ameaças de ninguém"
    2:13
  • Número de tartarugas marinhas está a aumentar

    Mundo

    O número de tartarugas marinhas está a crescer, levando investigadores a considerar que os esforços para salvar estes animais são uma "história de sucesso da conservação global", indica um estudo divulgado esta quarta-feira.

  • Tubarões vivem mais tempo do que se pensava

    Mundo

    Uma revisão de dados sobre avaliação da idade dos tubarões revela que muitas espécies têm maior longevidade do que se pensava, o que poderá obrigar a uma revisão dos planos de conservação das mais ameaçadas.

  • Como mudar um templo com 135 anos e 2 mil toneladas... de lugar

    Mundo

    Um templo budista do século XIX é um dos mais populares em Xangai, na China. Visitado diariamente por milhares de pessoas, precisava de ser relocalizado para evitar que uma tragédia acontecesse. E mesmo pesando cerca de duas mil toneladas, a missão acabou por se provar possível.

  • Casal morre com horas de diferença depois de 75 anos de casamento

    Mundo

    George e Jean Spear morreram no passado dia 15 de setembro, no hospital de Queensway Carleton, em Ottawa (Canadá), depois de terem celebrado 75 anos de casamento em agosto. A britânica de 94 anos conheceu o candaniano em 1941, num salão de bailes, em Londres. George Spear servia as Forças Armadas durante a Segunda Guerra Mundial.

    SIC