sicnot

Perfil

País

"Até ao final de 2017, todos os portugueses terão médico de família"

"Até ao final de 2017, todos os portugueses terão médico de família"

O novo bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães acredita que na promessa do ministro da Saúde e diz que é possível que até ao final do ano todos os portugueses tenham médico de família. Em entrevista à SIC Notícias, o bastonário defende que é preciso baixar o número de doentes por médico de família gradualmente e sublinha que é preciso contratar mais clínicos.

  • "Provavelmente as Parcerias Público-Privadas não valem a pena"
    0:45

    País

    O novo bastonário da Ordem dos Médicos admite que o Estado pode estar a gastar mais dinheiro com as parcerias público-privadas do que se fizesse a própria gestão dos hospitais. Em entrevista à SIC Notícias, Miguel Guimarães defende que é preciso fazer uma avaliação das PPP para saber se funcionam ou não, porque os relatórios conhecidos até hoje são contraditórios.

  • 10 Minutos com Miguel Guimarães
    10:12

    País

    Miguel Guimarães, o novo Bastonário da Ordem dos Médicos, foi o convidado desta sexta-feira do 10 minutos, na Edição da Manhã da SIC Notícias. Veja aqui a entrevista na íntegra.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.