sicnot

Perfil

País

Fim de semana com chuva e vento forte

O IPMA colocou 15 distritos de Portugal Continental em aviso amarelo, o segundo numa escala de quatro, no domingo devido à queda de neve, ao vento e à agitação marítima.

© Arko Datta / Reuters

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) alertou esta sexta-feira para um agravamento das condições meteorológicas durante o fim de semana, devido à chuva e vento nas regiões do sul, sobretudo no Baixo Alentejo e Algarve.

Além da precipitação e do vento, a ANPC, com base em previsão do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), prevê queda de neve acima de 800/1000 metros de altitude, subindo gradualmente a cota para 1200/1400 metros durante esta sexta-feira e até à manhã de sábado.

Quanto à agitação marítima na costa ocidental, são esperadas ondas com 4 e 5 metros de altura até a final da manhã de sábado, enquanto a agitação marítima na costa sul se ficará por ondas de 2 a 3 metros, passando a 3 metros a partir da noite de sábado e até final da manhã de domingo.

A chuva será mais intensa a sul de Montejunto-Estrela, podendo ser pontualmente forte no Baixo Alentejo e Algarve a partir da manhã de sábado, prolongando-se durante a tarde de sábado e durante o dia de domingo.

São ainda esperadas rajadas de vento (até 40 kms/hora) de quadrante leste no litoral a sul do cabo Carvoeiro e até 50 kms/hora nas terras altas, por vezes com rajadas até 95 kms /hora, rodando para o quadrante sul no Algarve a partir da tarde de sábado, podendo existir a ocorrência pontual e localizada de "eventos extremos".

Face às condições meteorológicas anunciadas, a ANPC adverte para a possibilidade de piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água e gelo, possibilidade de cheias rápidas em meio urbano, possibilidade de inundação por transbordo de linhas de água nas zonas historicamente mais vulneráveis e inundações de estruturas urbanas subterrâneas com deficiências de drenagem.

Outros efeitos esperados são dificuldades de drenagem em sistemas urbanos, possibilidade de queda de ramos ou árvores, possíveis acidentes na orla costeira e fenómenos geomorfológicos causados por instabilização de vertentes associados à saturação dos solos.

Como medidas preventivas para minimizar os eventuais efeitos do mau tempo, a ANPC recomenda a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais, uma condução rodoviária defensiva (redução da velocidade e atenção aos lençóis de água), colocação de correntes de neve nas viaturas sempre que circular em locais com neve, especial cuidado na circulação e permanência junto de áras arborizadas e cuidado na circulação junto da orla costeira.

Outra recomendação vai no sentido de não praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar, evitando ainda o estacionamento de veículos muito próximos da orla marítima.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.