sicnot

Perfil

País

O tema da avaliação de professores terminou

Em setembro de 2014, Maria de Lurdes Rodrigues, ministra da Educação entre 2005 e 2009, foi condenada a três anos e seis meses de pena suspensa, por prevaricação de titular de cargo político. (Arquivo)

LUSA

A ex-ministra da Educação Maria de Lurdes Rodrigues afirmou esta sexta-feira que o tema da avaliação de professores terminou, reconhecendo que o modelo que tentou impor aos professores foi "mal sucedido" e falhou.

"Ao longo do percurso foi um projeto mal sucedido, sem êxito", disse a ex-ministra aos jornalistas no final de uma conferência organizada em Lisboa, pela Fundação Francisco Manuel dos Santos para analisar os resultados do PISA 2015, o último relatório do programa internacional de avaliação de alunos da OCDE.

Para Maria de Lurdes Rodrigues a pergunta que se deve colocar agora é se devem ser encontrados outros instrumentos para melhorar a qualidade do sistema.

"Os resultados mostram que conseguimos melhorar em todos os níveis, apesar de não termos conseguido fazer a avaliação", dos professores, reconhecendo responsabilidades no clima de "crispação" que a discussão motivou na altura.

"Se o tema ficou 'tabu' no debate político, e não rejeito responsabilidades, é nosso dever arranjar outros instrumentos que nos permitam melhorar o trabalho dos professores", disse a ex-titular da pasta da educação, admitindo que ao fim de 10 anos é possível fazer uma leitura diferente.

"Olhamos para trás e é um grande conforto ver que melhorámos os resultados, e que a avaliação, mesmo não tendo sido concretizada, afinal revela-se um instrumento que pode ser substituído por outros instrumentos", afirmou, defendendo que os governantes devem fazer estas leituras.

O ex-ministro Nuno Crato, que concretizou um dos instrumentos de avaliação de professores idealizada pelo Governo socialista de José Sócrates -- a Prova de Avaliação de Conhecimentos e Capacidades (PACC) -- insistiu na necessidade de haver um modelo que permita recrutar os melhores professores para as escolas públicas.

"Nos próximos cinco/dez anos vai haver uma grande mudança no corpo docente", disse Crato, sublinhando que a idade média atual é bastante elevada e que a substituição destes professores é "a questão central" que vai colocar-se na educação.

"Quais vão ser os professores que vão entrar nas nossas escolas? Será que vão ser tão bons como os que estão agora a reformar-se?", questionou Nuno Crato.

A ex-ministra Maria do Carmo Seabra afirmou ter "muita pena" que a PACC tenha sido suspensa.

"Penso que foi uma grande conquista, e foi um processo político tão doloroso que acho que foi uma perda grande para o país que tenha sido eliminada. Espero que isso possa ser revertido", disse.

Lusa

  • DJ Avicii morre aos 28 anos

    Cultura

    Tim Bergling, conhecido por Avicii e um dos mais famosos DJ's do mundo, morreu aos 28 anos. A notícia foi avançada pelo site TMZ, que adianta que o DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira em Muscat, em Omã, e os detalhes da morte ainda não são conhecidos.

    SIC

  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • Porque erram os árbitros?
    2:03

    Desporto

    Num momento em que a polémica em redor da arbitragem está acesa e que nem o videoárbitro parece ter contribuído para a pacificar o futebol, em Leiria juntaram-se treinadores e homens do apito para se entender porque erram os árbitros.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Niassa foi o 4.º lince-ibérico libertado a ser atropelado em Portugal
    1:33

    País

    Uma fêmea de lince-ibérico foi encontrada morta com sinais de atropelamento na A22, próximo de Olhão. A fêmea, criada em cativeiro, tinha sido libertada no Vale do Guadiana em fevereiro de 2017. É o quarto lince-ibérico, que tinha sido libertado na natureza, que morre atropelado em Portugal.

  • "Há uma aceitação do lince no território"
    3:33

    País

    Apesar de já se terem registado em Portugal quatro atropelamentos de linces libertados na natureza, em entrevista à SIC, Pedro Rocha, do Departamento do Alentejo do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), disse que o programa de reintrodução "tem corrido bastante bem", não só devido às condições do habitat e disponibilidade de alimento, mas também porque "há uma aceitação do lince no território". Desde 2015, foram libertados no Vale do Guadiana 33 linces e 16 já nasceram em estado selvagem.

  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • O "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59