sicnot

Perfil

País

Casca de bétula rica em substância usada para tratar doenças crónicas de pele

Investigadoras do Instituto Superior de Agronomia, em Lisboa, descobriram que a casca da bétula é uma fonte rica numa substância usada no combate a alguns tipos de cancro e doenças crónicas de pele, como a psoríase.

Num estudo publicado numa revista científica especializada, a equipa do Centro de Estudos Florestais descobriu que da casca da árvore, mais comum no centro e norte da Europa, se pode extrair betulina "em grandes quantidades e elevado grau de pureza".


Segundo outros estudos científicos, esta substância pode ser eficaz contra vários tipos de células tumorais, como as que afetam a pele ou o cérebro, e é usada em medicamentos para doenças de pele como a psoríase, dermatoses ou eczemas secos.


A coordenadora do estudo, Helena Pereira, disse à agência Lusa que a casca da bétula não é utilizada em termos comerciais, mas que era usada pelas populações no passado.


"Em Portugal não existe muito, nem sequer temos dados fiáveis da área ou do número de árvores, porque não é uma espécie principal. É muito vulgar no centro e norte da Europa", afirmou.


Helena Pereira afirmou que o estudo se baseia na abordagem do Centro de Estudos Florestais à exploração das espécies de árvores, que se baseia na "utilização integral de recursos".


"Quando se exploram árvores para outros fins, a casca sobra como resíduo, quer-se a madeira, mas a nossa filosofia, no contexto de uma economia mais verde, é aproveitar tudo", resumiu a diretora do Centro.


Desde a antiguidade que muitas partes das plantas - raízes, casca, caule, folhas, sementes e flores - têm sido utilizadas em tratamentos medicinais. Hoje são os seus constituintes biologicamente ativos que são extraídos e utilizados para o tratamento de doenças.


O estudo foi publicado na revista científica Journal of Wood Chemistry and Technology, e tem ainda como autoras Joana Ferreira e Teresa Quilhó.

Lusa

  • Ronaldo é o jogador que mais preocupa os marroquinos
    2:35
  • Recorda-se de Tahar? O ex-futebolista marroquino que já jogou em Portugal
    6:10
  • "Somos 11 milhões, queremos ser campeões e as russas são grandes canhões"
    3:54
  • Denis Cheryshev: o orgulho dos anfitriões

    Mundial 2018 / Rússia

    O avançado Denis Cheryshev foi eleito o Homem do Jogo entre Rússia e Egito, que os russos venceram por 3-1. Marcou o segundo golo dos anfitriões, o terceiro em nome próprio no Mundial e juntou-se a Cristiano Ronaldo no topo da lista de melhores marcadores. Aos 27 anos e a jogar o primeiro Mundial da carreira, Cheryshev continua a assumir-se como um dos principais rostos da esperança russa para o sucesso desta campanha. Depois de já ter sido o melhor em campo no triunfo sobre a Arábia Saudita, a nação anfitriã vê-o como uma espécie de porta-estandarte do orgulho russo na defesa da pátria.

  • Gato Achilles acerta no resultado do Rússia-Egito

    Desporto

    O gato Achilles é o adivinho dos jogos do Mundial na Rússia. Depois de ter acertado na vitória da Rússia frente à Arábia Saudita, o felino voltou a apostar na equipa certa, com os russos a vencerem esta terça-feira o Egipto por 3-1.

  • "Não tenho que debater nada com Bruno de Carvalho, só tenho que fazer cumprir os estatutos" 
    10:43
  • "Quando o Cristiano Ronaldo te convidar para almoçar, recusa"

    Desporto

    Na possibilidade de ser convidado por Cristiano Ronaldo para um almoço ou jantar, recuse. Este é o conselho de Patrice Evra, que revelou o "sofrimento" que passou quando aceitou almoçar em casa do capitão da seleção nacional, na altura em que ambos jogavam pelo Manchester United. O jogador francês falou sobre a comida "demasiado saudável" e o exercício que acabou por ter de fazer, enquanto podia estar a descansar.

    SIC

  • Ronaldo no País dos Sovietes: O espetáculo fora das quatro linhas
    2:30
  • "Quero ir com a minha tia", o desespero das crianças afastadas dos pais nos EUA
    2:11