sicnot

Perfil

País

GEOTA apresenta queixa-crime por suspeitas de corrupção na construção de barragens

O GEOTA, Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente, apresentou hoje uma queixa na Procuradoria-Geral da República por suspeitas de corrupção e tráfico de influências na construção de três novas barragens.

A queixa-crime foi formalmente entregue às 10h00 na PGR, em Lisboa, por representantes do grupo ambientalista.

O GEOTA pede uma investigação às decisões tomadas pelos responsáveis políticos e técnicos envolvidos na construção das barragens do Tâmega, do Tua e do Sabor.

As suspeitas estão relacionadas com as obras incluídas no Programa Nacional de Barragens de Elevado Potencial Hidroelétrico.

O GEOTA acredita que nos últimos anos estas decisões lesaram de forma grave o interesse público.

  • Ambientalistas pedem investigação criminal às novas barragens de Trás-os-Montes
    0:46

    País

    O grupo ambientalista GEOTA apresentou hoje uma queixa na Procuradoria-Geral da República por suspeitas de corrupção e tráfico de influências em três novas barragens. Em causa estão as barragens do Sabor e do Tua, já concluídas, e o complexo de três barragens no Tâmega, cuja construção teve início recentemente. Joanaz de Melo, do grupo ambientalista, diz que estão em causa vários crimes que envolvem governantes, dirigentes da administração pública e empresas.

  • Investimento de 1.500 M€ para construção de 3 barragens
    2:44

    País

    O arranque oficial da construção do sistema eletroprodutor do Tâmega foi feito esta manhã, em Ribeira de Pena. É um investimento de 1.500 milhões de euros e prevê a construção de três barragens, no Alto Tâmega, Daivões e Gouvães. É considerada uma das maiores empreitadas de sempre no setor elétrico em Portugal, mas associações ambientais estão contra e dizem que o projeto é uma fraude.

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • À descoberta de Dago, o destroço mais visitado em mergulho de profundidade
    13:51
  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • "Comecei por ajudar uma família que me pediu um plástico para se proteger"
    4:51
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.

  • Deputado da Malásia diz que negar sexo ao marido é uma forma de abuso

    Mundo

    Um deputado malaio tem sido alvo de algumas críticas na internet, depois de ter dito que negar sexo a maridos é uma forma de abuso psicológico e emocional por parte das mulheres. As declarações de Che Mohamad Zulkifly Jusoh foram feitas durante um debate sobre as alterações às leis de violência doméstica, na quarta-feira.

    SIC