sicnot

Perfil

País

GEOTA apresenta queixa-crime por suspeitas de corrupção na construção de barragens

O GEOTA, Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente, apresentou hoje uma queixa na Procuradoria-Geral da República por suspeitas de corrupção e tráfico de influências na construção de três novas barragens.

A queixa-crime foi formalmente entregue às 10h00 na PGR, em Lisboa, por representantes do grupo ambientalista.

O GEOTA pede uma investigação às decisões tomadas pelos responsáveis políticos e técnicos envolvidos na construção das barragens do Tâmega, do Tua e do Sabor.

As suspeitas estão relacionadas com as obras incluídas no Programa Nacional de Barragens de Elevado Potencial Hidroelétrico.

O GEOTA acredita que nos últimos anos estas decisões lesaram de forma grave o interesse público.

  • Ambientalistas pedem investigação criminal às novas barragens de Trás-os-Montes
    0:46

    País

    O grupo ambientalista GEOTA apresentou hoje uma queixa na Procuradoria-Geral da República por suspeitas de corrupção e tráfico de influências em três novas barragens. Em causa estão as barragens do Sabor e do Tua, já concluídas, e o complexo de três barragens no Tâmega, cuja construção teve início recentemente. Joanaz de Melo, do grupo ambientalista, diz que estão em causa vários crimes que envolvem governantes, dirigentes da administração pública e empresas.

  • Investimento de 1.500 M€ para construção de 3 barragens
    2:44

    País

    O arranque oficial da construção do sistema eletroprodutor do Tâmega foi feito esta manhã, em Ribeira de Pena. É um investimento de 1.500 milhões de euros e prevê a construção de três barragens, no Alto Tâmega, Daivões e Gouvães. É considerada uma das maiores empreitadas de sempre no setor elétrico em Portugal, mas associações ambientais estão contra e dizem que o projeto é uma fraude.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11