sicnot

Perfil

País

Sado pode ter sido contaminado com enxofre da Sapec

RUI MINDERICO/ LUSA

A Autoridade Marítima admitiu hoje que a água usada no combate ao incêndio da Sapec, em Setúbal, não foi totalmente contida dentro do perímetro do incêndio e pode, por isso, ter chegado ao rio Sado, com resíduos de enxofre e do material utilizado para extinguir as chamas.

A Polícia Marítima já está a monitorizar os sapais do rio Sado e a recolher amostras de água para serem analisadas após a poluição causada pelo incêndio na Sapec.

Em comunicado divulgado hoje a Autoridade Marítima Nacional diz que: "Dada a grande quantidade de água utilizada no combate ao incêndio, não foi possível contê-la na sua totalidade dentro do perímetro da área diretamente afetada, pelo que alguma água, seguindo o seu percurso natural, acabou por atingir a zona de sapais adjacente ao rio Sado"

Para além da recolha de diversas amostras de água em locais possivelmente afetados estão ainda a ser recolhidos os testemunhos de eventuais lesados, no que respeita impacto ambiental".

A ação tem sido efetuada em conjunto com a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e o Porto de Setúbal para que, no final seja elaborado um relatório final a remeter ao Ministério Público de Setúbal.

O incêndio na Sapec deflagrou na madrugada de terça-feira nos armazéns de enxofre da Sapec Agro só foi declarado extinto esta quinta-feira, dois dias depois e provocou ferimentos ligeiros em 20 pessoas, entre as quais 10 bombeiros e 4 crianças.

  • APA não mediu qualidade do ar em Setúbal no dia do incêndio
    2:33

    País

    Não houve medição da qualidade do ar no dia em que os armazéns de enxofre arderam na Mitrena, em Setúbal, porque a Associação Portuguesa do Ambiente tinha a unidade móvel avariada. A associação ambientalista Zero diz que os habitantes da zona deveriam ter acompanhamento médico. A associação alerta que os moradores da zona podem ter estado expostos a níveis de dióxido de enxofre muito acima do permitido.

  • Setúbal regressa à normalidade depois de incêndio em fábrica de enxofre
    6:35

    País

    Setúbal regressa esta sexta-feira à normalidade depois da situação de risco vivida nos últimos dias. Um incêndio na fábrida da Sapec provocou níveis elevados de enxofre no ar. À SIC, o coordenador da Proteção Civil de Setúbal explicou que a entidade tem mantido contacto com o Centro Hospitalar de Setúbal para se informar das condições de saúde das pessoas afetadas pela nuvem de enxofre.

  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.