sicnot

Perfil

País

Sado pode ter sido contaminado com enxofre da Sapec

RUI MINDERICO/ LUSA

A Autoridade Marítima admitiu hoje que a água usada no combate ao incêndio da Sapec, em Setúbal, não foi totalmente contida dentro do perímetro do incêndio e pode, por isso, ter chegado ao rio Sado, com resíduos de enxofre e do material utilizado para extinguir as chamas.

A Polícia Marítima já está a monitorizar os sapais do rio Sado e a recolher amostras de água para serem analisadas após a poluição causada pelo incêndio na Sapec.

Em comunicado divulgado hoje a Autoridade Marítima Nacional diz que: "Dada a grande quantidade de água utilizada no combate ao incêndio, não foi possível contê-la na sua totalidade dentro do perímetro da área diretamente afetada, pelo que alguma água, seguindo o seu percurso natural, acabou por atingir a zona de sapais adjacente ao rio Sado"

Para além da recolha de diversas amostras de água em locais possivelmente afetados estão ainda a ser recolhidos os testemunhos de eventuais lesados, no que respeita impacto ambiental".

A ação tem sido efetuada em conjunto com a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e o Porto de Setúbal para que, no final seja elaborado um relatório final a remeter ao Ministério Público de Setúbal.

O incêndio na Sapec deflagrou na madrugada de terça-feira nos armazéns de enxofre da Sapec Agro só foi declarado extinto esta quinta-feira, dois dias depois e provocou ferimentos ligeiros em 20 pessoas, entre as quais 10 bombeiros e 4 crianças.

  • APA não mediu qualidade do ar em Setúbal no dia do incêndio
    2:33

    País

    Não houve medição da qualidade do ar no dia em que os armazéns de enxofre arderam na Mitrena, em Setúbal, porque a Associação Portuguesa do Ambiente tinha a unidade móvel avariada. A associação ambientalista Zero diz que os habitantes da zona deveriam ter acompanhamento médico. A associação alerta que os moradores da zona podem ter estado expostos a níveis de dióxido de enxofre muito acima do permitido.

  • Setúbal regressa à normalidade depois de incêndio em fábrica de enxofre
    6:35

    País

    Setúbal regressa esta sexta-feira à normalidade depois da situação de risco vivida nos últimos dias. Um incêndio na fábrida da Sapec provocou níveis elevados de enxofre no ar. À SIC, o coordenador da Proteção Civil de Setúbal explicou que a entidade tem mantido contacto com o Centro Hospitalar de Setúbal para se informar das condições de saúde das pessoas afetadas pela nuvem de enxofre.

  • Sismo registado esta manhã na região de Lisboa

    País

    Um sismo foi sentido esta manhã na região da Grande Lisboa. O abalo foi registado às 7h44, com epicentro em Sobral de Monte Agraço e magnitude de 4.3, informa o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

    Em atualização

  • "É terrorismo, politiquice e interesse económico"
    0:45

    País

    A situação em Mação, no distrito de Santarém, continua muito complicada para os operacionais e para as populações que tentam combater as chamas. Os populares dizem que é de "lastimar" a aflição que se vive.

  • GNR resgata 45 sírios no mar Egeu
    2:28

    Crise Migratória na Europa

    A Guarda Nacional Republicana já resgatou quase 300 migrantes no mar Egeu, ao largo da Grécia, desde o início de maio. Esta quarta-feira de madrugada, os militares salvaram 45 sírios que tentavam chegar à Grécia numa embarcação de borracha.

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.