sicnot

Perfil

País

Os excessos dos portugueses à mesa

Os excessos dos portugueses à mesa

3,5 milhões comem carne a mais. Também se está a ingerir açúcar e sal em excesso. Mais de metade são obesos ou têm pré-obesidade. São surpreendentes os resultados de um estudo sobre os hábitos alimentares dos portugueses. 

O Inquérito Nacional de Alimentação e Atividade Física não se fazia há 35 anos e há novos hábitos preocupantes, que aumentam o risco de cancro e doenças crónicas.

Há excessos e défices e 21% dos alimentos que os portugueses consomem nem aparecem na roda dos alimentos ou nem sequer fazem falta ao corpo, como os cereais ao pequeno-almoço, doces, bolachas açucaradas, snacks salgados ou pizzas e refrigerantes.

Por outro lado, os portugueses abusam no consumo de lacticínios e, em média, comem também, três vezes mais carne, ovos e peixe do que deviam. O défice é notório nas leguminosas, cereais, tubérculos, produtos hortícolas, e fruta, aponta Carla Lopes, coordenadora do Inquérito Nacional de Alimentação e Atividade Física.

O estudo revela ainda que apenas 27% dos portugueses são ativos, ou seja, fazem exercício diário. Uma mão cheia de hábitos errados que dá que pensar.

  • Família perde tudo na aldeia de Queirã
    2:32
  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08

    País

    A chuva que caiu nos últimos dias não deverá ter impactos relevantes na dominuição da seca e, por isso, o risco de incêndios vai voltar a aumentar com nova subida das temperaturas. Os termómetros podem chegar aos 30 graus entre domingo e quarta-feira.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão