sicnot

Perfil

País

PJ detém suspeitos de assalto a carrinha de valores e homicídio em Sintra

O assalto aconteceu junto a um hipermercado.

M\303\201RIO CRUZ

Foram detidos os suspeitos do assalto à mão armada a uma carrinha de valores em Lourel, Sintra, em fevereiro do ano passado. Durante a fuga, os assaltantes dispararam para fazer parar um carro e mataram o condutor.

Última atualzação às 11:05

O assalto aconteceu junto a um hipermercado, no dia 28 de fevereiro de 2016. O grupo travou o caminho à carrinha de valores e disparou sobre o veículo.

Na fuga, o carro onde seguiam despistou-se e, para continuarem a fugir, tentaram o carkacking. A vítima mortal seguia então com a família. O homem ainda conseguiu levar o carro até junto às portagens da A16, mas acabou por morrer.

Os suspeitos estavam há mais de um ano a ser procurados pela Unidade Nacional contra o Terrorismo, da Polícia Judiciária.

Em comunicado, a PJ explica que identificou e deteve agora "três dos presumíveis integrantes de uma associação criminosa, à qual se imputa a autoria de um crime de homicídio, bem como de um crime de roubo qualificado".

A polícia tinha já detido "um dos autores dos factos, através do cumprimento de um Mandado de Detenção Europeu, encontrando-se outros dois dos suspeitos já devidamente identificados e detidos à ordem de outros inquéritos".

Agora "fica integralmente identificada a composição da estrutura criminosa".

  • Marcelo saúda "forma rápida" como Conselho de Ministros "tratou de tudo"
    1:03

    País

    O Presidente da República lembra que é preciso convergência de forma a adotar rapidamente as medidas mais urgentes do plano de emergência. No concelho de Tábua, Marcelo Rebelo de Sousa destacou ainda os esforços do Conselho de Ministros, mas lembrou que as medidas anunciadas são apenas o início de um processo e não o fim.

  • TAP recruta mais assistentes de bordo
    2:40

    Economia

    A TAP assegura que, até ao final de outubro, os problemas com falta de tripulação vão terminar. Até ao final do ano vão ser contratados novos assistentes de bordo, mas o sindicato diz que não chega.

  • "Um ataque e uma humilhação contra o povo catalão"
    1:35