sicnot

Perfil

País

Estatuto do Ministério Público estará "seguramente" pronto até ao verão

A ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, apontou esta sexta-feira, no Porto, que a revisão do estatuto do Ministério Público estará, "seguramente", pronta até ao verão.

"Até ao verão seguramente estará pronto. O estatuto do Ministério Público não é o único que está a ser revisto, há o estatuto dos magistrados judiciais e há o estatuto dos oficiais de Justiça. Os três têm de estar articulados de forma a que a resposta final esteja harmonizada", disse Francisca Van Dunem.

A governante, que falava à margem do colóquio comemorativo dos 30 anos do Código de Processo Penal, iniciativa promovida pela Faculdade de Direito da Universidade do Porto, disse estar "a trabalhar muito intensamente no estatuto do Ministério Público" e confirmou que a previsão é de o acabar em maio, mas preferiu ser cautelosa.

"Não posso dar a garantia relativamente a isso, mas estamos a trabalhar muito intensamente. Este estatuto foi muito sujeito a intervenções sucessivas, o que faz com neste momento haja uma estrutura de difícil coerência e tentar juntar tudo numa malha é um trabalho que exige muita dedicação", disse a ministra.

Questionada sobre medidas para tentar combater a sobrelotação das prisões, Francisca Van Dunem disse existir "o compromisso de apresentar até setembro um plano a dez anos que englobe as infraestruturas dos estabelecimentos prisionais, centros educativos e, também, meios humanos".

Por fim, a ministra da Justiça escusou-se a comentar dados relativos ao processo Operação Marquês, depois desta manhã a procuradora-geral da República, Joana Marques Vidal, ter assegurado que os prazos do inquérito estão em conformidade com a lei.

"A ministra da Justiça não deve emitir opinião sobre processos que estão a decorrer. Naturalmente que temos uma enorme preocupação relativamente ao tempo de vida dos processos, mas isso não significa que o Ministério da Justiça deva envolver-se. O Ministério da Justiça deve criar todas as condições que permitam às magistraturas concluir o mais rápido possível", disse.

Lusa

  • Os números das eleições francesas
    0:50

    Eleições França 2017

    Os resultados definitivos mostram que Emmanuel Macron obteve 24% dos votos, na primeira volta das eleições francesas. Ficou quase três pontos à frente de Marine Le Pen, que conseguiu 21,3%. Os números oficiais, publicados pelo Ministério do Interior, dão ainda conta da taxa de abstenção: 22,2%, um ligeiro aumento face à primeira volta das presidenciais de 2012.

  • Estarão os portugueses a consumir vitamina D em excesso? 
    6:44
  • Investigadores criam nanovacina contra diferentes cancros

    Mundo

    Investigadores da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, desenvolveram uma nanovacina (vacina administrada através de partículas microscópicas) contra diferentes cancros, como o da pele, do cólon e do reto, numa experiência com ratos, revela um estudo publicado esta segunda-feira.