sicnot

Perfil

País

Quercus quer menos consumo de descartáveis para reduzir pegada ecológica

A Quercus aconselhou os portugueses a reduzir a utilização de produtos supérfluos e descartáveis e de energia, recordando que, se todo o mundo tivesse o consumo médio dos portugueses, seriam necessários 2,3 planetas para fornecer recursos.

"É bastante preocupante que os portugueses tenham um nível de consumo, ou seja, de utilização de recursos, uma pegada ecológica [elevada] e que sejam necessários 2,3 planetas para sustentar o nosso nível de vida", disse hoje à agência Lusa o presidente da Quercus.

Para João Branco, que se referia à média do consumo por habitante no país, Portugal está "claramente com um estilo de vida em que gasta mais recursos do que aqueles que o planeta nos dá" o que considerou ser "insustentável".

De acordo com dados da Global Footprint Network, para 2013, a pegada ecológica portuguesa estava nos 3,9 hectares globais (gha) por pessoa, para uma biocapacidade (quantidade de área biologicamente produtiva) de apenas 1,5 gha, o que resulta num défice ecológico de 2,3 gha, sendo necessários 2,3 planetas para alimentar este ritmo de consumo.

A associação ambientalista escolheu este tema para assinalar o Dia Mundial da Terra, que se comemora hoje, e organizou iniciativas simbólicas em Vila Real, Aldeia de Água Formosa (Vila de Rei, no distrito de Castelo Branco) e Seia (distrito da Guarda).

A redução das populações de animais, nomeadamente peixes, aves, mamíferos, anfíbios ou répteis, de mais de 50% nos últimos 30 a 40 anos, é também realçada pelo presidente da Quercus.

"Mesmo as espécies que não estão extintas têm cada vez menos indivíduos e isso deve-se ao estilo de vida que os humanos têm no planeta Terra", acrescentou.

Os conselhos da Quercus para alterar a situação centram-se na alteração de comportamentos quotidianos como reduzir o consumo, principalmente de bens supérfluos e descartáveis, de embalagens, assim como de comida processada, já que "os produtos são obtidos de matérias-primas e energia vindas do planeta".

Diminuir o consumo ou poupar energia com pequenos gestos, como desligar as luzes, quando não são necessárias, ou o 'stand by' dos aparelhos, podem fazer a diferença, segundo João Branco.

O ambientalista defendeu ainda a reciclagem dos resíduos para evitar a retirada de tantas matérias-primas da natureza, já que o lixo é transformado em material para fabricar novos produtos, opção que é a base da economia circular.

Como os combustíveis fósseis são dos maiores responsáveis pelas alterações climáticas, "é muito importante reduzir a pegada ecológica nesta vertente", com mudanças na utilização dos transportes privados, por exemplo, para pequenos percurso que podem ser feitos a pé, apontou ainda.

Em Vila Real, vai decorrer uma oficina sobre ervas e frutos silvestres comestíveis, "para mostrar que na natureza existem alimentos que podem ser recolhidos gratuitamente e, muitas vezes, não os conhecemos", explicou.

No Jardim Botânico de Coimbra está prevista uma oferta e venda de livros, durante o Mercadinho Biológico, em Vila de Rei, está organizado um passeio de reconhecimento de ervas comestíveis e em Seia vai realizar-se uma caminhada para dar a conhecer o Parque Natural da Serra da Estrela.

Lusa

  • Rui Patrício confirmado no Wolverhampton

    Desporto

    O Wolverhampton anunciou esta segunda-feira a contratação do guarda-redes Rui Patrício, depois da rescisão com o Sporting. O guarda-redes da seleção nacional assinou contrato com o clube inglês por quatro épocas.

    SIC

  • Novo treinador do Sporting diz que mulheres não estão preparadas para falar de futebol
    1:23
  • Romelu Lukaku: força, potência e intensidade

    Mundial 2018 / Bélgica

    O avançado Romelu Lukaku foi eleito o Homem do Jogo entre Bélgica e Panamá. Num registo ofensivo em que a força e a potência são pilares para o sucesso junto às redes adversárias, Lukaku representa uma ameaça temível para qualquer defesa. Aos 25 anos, o ponta de lança que José Mourinho foi buscar ao Everton para dar outra intensidade ao ataque do Manchester United vive o melhor momento da carreira. Para já, assume-se como um candidato de respeito na corrida à Bota de Ouro deste Mundial.

  • Andreas Granqvist: o homem que destronou Ibrahimović

    Mundial 2018 / Suécia

    Depois de marcar o penálti que garantiu a vitória da Suécia frente à República da Coreia, Andreas Granqvist conquistou o título de homem do jogo. O capitão da equipa sueca foi também o vencedor da Bola de Ouro atribuída ao melhor futebolista sueco, em 2017, roubando o prémio ao carismático Ibrahimović, que já recebia a distinção há 10 anos consecutivos. Granqvist deu a vitória à Suécia e colocou a seleção escandinava no topo do grupo F, ao lado do México. Aos 32 anos, o defesa central é já um conhecedor dos relvados russos, já que alinha no FK Krasnodar.

  • Salto de Cristiano Ronaldo inspira dança afro-beat

    Desporto

    Uma música humorística afro-beat, publicada nas redes sociais e inspirada nos saltos de Cristiano Ronaldo quando marca golos, está a ser replicada na internet com dezenas de coreografias filmadas, muitas das quais em França.

  • Madonna esteve no Terreiro do Paço a ver o Brasil-Suíça
    0:15
  • Merkel tem duas semanas para negociar solução para crise migratória

    Mundo

    A chanceler alemã tem duas semanas para negociar com os parceiros europeus uma solução para a questão migratória e assim evitar uma crise política. O ultimato foi dado pelo CSU, o partido da Baviera que integra a coligação governamental. Ao contrário de Angela Merkel, defende uma política para os refugiados mais estrita.

  • Pai de Meghan Markle lamenta ser "nota de rodapé" no casamento real
    2:03
  • Quando as crianças fazem das suas... os pais é que pagam

    Mundo

    Quando as crianças fazem das suas, restam os pais para as castigar ou, em alguns casos, para sofrer as consequências desses atos. Quem o pode dizer é um casal norte-americano, que recebeu uma fatura de 132 mil dólares (cerca de 114 mil euros), depois de o filho ter derrubado uma estátua num centro comunitário.

    SIC