País

É "erro grosseiro" aumentar exposição solar para ter mais vitamina D

Hugo Correia/ Reuters

A Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo (APCC) considerou hoje "um erro grosseiro" aumentar a exposição solar pensando que a pele vai produzir mais vitamina D e lembrou que 20 minutos bastam para as necessidades diárias.

"É um erro grosseiro julgar que mais tempo expostos ao sol vamos ter mais produção de vitamina D (...) e é errado aconselhar a população a expor-se mais ao sol, de forma desmesurada, pois vai é aumentar o risco de cancro de pele", alertou Osvaldo Correia, secretário-geral da APCC, que hoje apresenta os dados mais recentes deste tipo de cancro.


O responsável respondia à agência Lusa a propósito dos défices de vitamina D que têm sido detetados na população portuguesa e que levaram a um aumento do consumo destes suplementos vitamínicos.


Por causa dos gastos com os suplementos de vitamina D, que dispararam nos últimos anos, o Infarmed, a Direção-Geral de Saúde (DGS) e o Instituto Ricardo Jorge (INSA) já anunciaram que vão avançar com uma avaliação "firme e rigorosa" do diagnóstico e tratamento deste défice vitamínico.


"Têm sido detetados em várias faixas etárias níveis deficitários. Considera-se, de qualquer forma, que dos níveis que têm sido reportados em termos internacionais, dos laboratórios, é preciso saber o deficitário que obriga a fazer suplementação, e isso é em função da patologia que possa estar associada e tem de ser decidido pelo médico", alertou Osvaldo Correia.


O especialista explicou ainda: "A pele, após exposição à luz durante 15 a 20 minutos, em áreas limitadas, pode ter uma capacidade de produção de vitamina D suficiente para nós próprios, disso não temos qualquer tipo de dúvida. Não vai ser à custa de mais exposição à luz que ela vai produzir mais vitamina D".


Para o responsável da APCC, se de facto existem défices que são necessários corrigir "eles têm de ser suplementados por medicação, tal como os bebés, não é por maior exposição [Notes:ao sol] ".


Dados recolhidos pelo Infarmed mostram uma duplicação dos encargos entre 2015 e 2016, valor que quintuplicou em dois anos, passando de 1,1 milhões de euros para 5,7 milhões, incluindo medicamentos com e sem comparticipação.


Já o financiamento no Serviço Nacional de Saúde (SNS) aumentou num ano de 779 mil euros para 2,1 milhões.


Para o Infarmed, "estes valores, só por si, não permitem concluir que há um sobretratamento do défice de Vitamina D", mas "a discrepância de valores nos resultados publicados em dois estudos diferentes justifica uma avaliação profunda e esclarecedora nesta área".


Segundo a autoridade do medicamento, esta investigação está a ser efetuada em diversas vertentes, desde logo relativamente às metodologias utilizadas na determinação dos níveis sanguíneos de vitamina D, à racionalidade clínica na prescrição de medicamentos com vitamina D e às práticas promocionais daqueles medicamentos por parte das empresas farmacêuticas.

Lusa

  • Ordem dos Farmacêuticos analisa testes à vitamina D
    1:29

    País

    A Ordem dos Farmacêuticos está a analisar a forma como são feitos os testes à vitamina D. A SIC revelou, na semana passada, grandes discrepâncias nos resultados de dois estudos feitos com as mesmas pessoas. Os farmacêuticos dizem que é preciso investigar o caso com urgência.

  • Ordem dos Médicos vai averiguar eventuais excessos na prescrição da vitamina D
    0:49

    País

    Em apenas dois anos a despesa do serviço nacional de saúde com vitamina D aumentou 600%. A Ordem dos Médicos considera que se está perante um problema de saúde publica. O bastonário vai pedir ao colégio da especialidade de reumatologia para averiguar se está ou não a haver excessos na prescrição de vitamina D. A Ordem exige ainda responsabilidades ao Infarmed.

  • Estarão os portugueses a consumir vitamina D em excesso? 
    6:44

    País

    Em apenas dois anos, a despesa do Serviço Nacional de Saúde com vitamina D aumentou 600%. Um cenário que acontece depois de publicitado um estudo que dá como certo que a maioria dos portugueses têm falta de vitamina. No entanto, um outro estudo feito com as mesmas pessoas e com kits diferentes dá outros resultados. Fomos tentar perceber o que se passa. Serão as análises fiáveis? Estarão os portugueses a consumir vitamina D em excesso? 

  • Três sportinguistas analisam entrevista de Bruno de Carvalho
    1:29
  • Manuel Pinho não terá declarado dinheiro que recebeu
    2:45

    Economia

    Manuel Pinho não terá declarado ao Tribunal Constitucional o dinheiro que recebeu do chamado saco azul do Grupo Espírito Santo. Esta terça-feira, no Parlamento, o antigo ministro da Economia de José Sócrates foi questionado sobre o assunto mas recusou responder.

  • Ora Eça!

    Opinião

    Eça, o meu conterrâneo que se definia como sendo "apenas um pobre homem da Póvoa de Varzim" não haveria de gostar de nada que fosse obrigatório. Durante décadas, Os Maias lá estiveram, quem sabe numa progressista lista pós-revolução, dada a natureza "sexual e incestuosa" da obra. Sai dessa lista agora. Claro que sai. "Ninguém" gostava de "ter de" ler Os Maias.

    Pedro Cruz

  • Jovens tailandeses poderão vir a sofrer de transtornos a longo prazo
    2:30

    Mundo

    Os 12 rapazes e o treinador resgatados de uma gruta da Tailândia já tiveram alta. Uma semana depois, saíram do hospital e deram uma conferência de imprensa em que se mostraram sorridentes. No entanto, os especialistas advertem que poderão vir a sofrer de transtornos a longo prazo, se forem obrigados recorrentemente a reviver tudo o que passaram.

  • Os portugueses que se cruzaram na vida de Mandela
    2:19
  • Cem anos de Mandela: o legado de um "gigante da História"

    Mundo

    Na história da Humanidade contam-se muito poucas figuras capazes de gerar uma aclamação unânime e global de elogio e agradecimento. Nelson Mandela está nessa lista de eleitos. No dia em que completaria 100 anos, recordamos o legado de "Madiba", um dos maiores impulsionadores da paz que este mundo já conheceu.

    André de Jesus

  • Será este o táxi mais autografado do mundo?
    2:27
  • Quem é a mais recente líder da Sonae?
    2:16
  • Rádio Escuta dá voz aos imigrantes que vivem em Lisboa
    4:02

    País

    Uma rádio comunitária está no ar, por estes dias, no bairro do Intendente, em Lisboa. O projeto é temporário e termina no próximo domingo. Mas até lá, a Rádio Escuta chega a mais de 100 países, pela internet, e dá voz aos imigrantes de diversas origens que vivem em Lisboa.

  • Lisboa vai ser Capital Verde da Europa em 2020
    2:54

    País

    O vereador do Ambiente de Lisboa quer envolver todos os cidadãos, empresas e agentes culturais na Capital Verde da Europa em 2020. Lisboa é a primeira cidade do sul da Europa a conseguir a distinção e, até lá, a Câmara promete um conjunto de investimentos para tornar a capital portuguesa um exemplo na área ambiental. Um deles é a construção de uma central solar.

  • Donald Trump em nova polémica

    Mundo

    O presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, fez estalar uma nova polémica ao chamar ao Montenegro um "país muito pequeno" cujos habitantes são "muito agressivos" e por parecer questionar o princípio da defesa mútua dentro da NATO.

  • Urso apanhado na piscina de moradia de luxo na Califórnia
    1:35