sicnot

Perfil

País

Cerca de 9 mil cirurgias e mais de 180 mil consultas em risco

Francisco Seco

Os sindicatos dos médicos fazem hoje um apelo a António Costa para uma solução no conflito com o Ministério da Saúde. Amanhã e quinta-feira há greve, a que se junta a tolerância de ponto na sexta. Mais de 180 mil consultas serão adiadas, segundo o Jornal de Notícias.

Os números são avançados na edição de hoje do Jornal de Notícias: prevê-se que 8600 cirurgias e 182 mil consultas sejam canceladas na sequência da greve dos médicos, marcada para amanhã e quinta-feira, e da tolerância de ponto decretada para sexta-feira.

Na véspera da paralisação, os sindicatos médicos esperam uma forte adesão e dizem que já não há espaço para voltar atrás. Ainda assim apelam à intervenção de António Costa para negociar uma solução e evitar o agravamento do conflito entre sindicatos e ministério da saúde.

Os sindicatos entregam hoje uma carta aberta ao primeiro-ministro. O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) e a Federação Nacional dos Médicos (FNAM) querem uma "intervenção política do primeiro-ministro, de modo a ser encontrada urgentemente uma solução que impeça o agravamento crescente do processo de luta em desenvolvimento"

Os médicos querem encontrar uma solução urgente para que possa impedir o agravamento do processo de luta. E exigem respostas concretas do Governo à redução do número máximo de horas de urgências, a reposição integral do pagamento das horas extraordinárias e a redução do número de utentes por médico de família.

A greve dos médicos está marcada para a véspera da visita do Papa Francisco ao Santuário de Fátima, numa altura em que há um reforço de segurança e da disponibilidade de hospitais e médicos.

  • Médicos acreditam que greve vai ter "enorme adesão"
    0:41

    País

    A greve dos médicos para 10 e 11 de Maio mantém-se. Os sindicatos estiveram esta quinta-feira de manhã reunidos com o ministro da Saúde. Contudo, Mário Jorge Neto, da Federação Nacional dos Médicos, avança que não houve entendimento possível no encontro e acredita que a greve vai ter uma "enorme adesão".

  • Ministro da Saúde não cede às exigências dos médicos
    1:04

    País

    O ministro da Saúde diz que não cede aos médicos que marcaram greve para 10 e 11 de maio. No espaço 10 Minutos, da SIC Notícias, Adalberto Campos Fernandes insistiu que o Governo tem compromissos orçamentais e, por isso, nem todas as exigências dos vários setores podem ser cumpridas.

  • "O PSD é o centro das atenções da campanha e fico contente com isso"
    1:03
  • "O Brasil não parou e não vai parar"
    1:33
  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Marcelo na peregrinação de Nossa Senhora de Fátima no Luxemburgo

    Mundo

    O Presidente da República participou esta quinta-feira, a título privado, na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, na cidade luxemburguesa de Wiltz. Milhares de portugueses receberam Marcelo Rebelo de Sousa, que assistiu à missa e, durante alguns minutos, participou na procissão.

  • Cão interrompe jornal em direto
    1:00