sicnot

Perfil

País

Sindicatos falam de adesão à greve superior a 80%

Sindicatos falam de adesão à greve superior a 80%

Os sindicatos dos médicos que marcaram a greve falam de uma adesão superior a 80%. Mais importante que os números, dizem, é que o ministro da Saúde se sente à mesa para negociar.

  • Manhã normal no Hospital de S. João apesar da greve
    1:43

    País

    Ainda que algumas das consultas tivessem de ser adiadas devido à greve dos médicos, a manhã no Hospital de S. João no Porto, decorreu com normalidade. Os utentes foram tirando senhas e aguardando para ver se têm sorte ou se têm de reagendar a consulta.

  • Primeiro de dois dias de greve nacional dos médicos
    2:03

    Economia

    Os médicos cumprem hoje o primeiro de dois dias de uma greve nacional. Os sindicatos dos médicos exigem medidas ao Governo em matérias como a redução dos utentes por médico de família e diminuição de horas em urgência. As consultas e cirurgias programadas devem ser as mais afetadas. Os profissionais vão cumprir os serviços mínimos, que contemplam as urgências, quimioterapia e radioterapia ou transplantes. A paralisação foi convocada pelos sindicatos dos médicos, e é a primeira que enfrenta o ministro Adalberto Campos Fernandes. No Porto, o repórter Miguel Mota fez um ponto de situação a partir do Hospital de S. João.

  • Sindicatos esperam elevada adesão à greve dos médicos no Hospital de S. João
    2:33

    País

    Os médicos estão hoje e amanhã em greve. A paralisação foi convocada pelos dois sindicatos médicos e é a primeira destes profissionais de saúde que enfrenta o ministro Adalberto Campos Fernandes. No Porto, o repórter Miguel Mota fez um ponto de situação da greve no Hospital de S. João, pouco depois das 10h00. Ainda não há números oficiais da adesão ao protesto neste hospital, os sindicatos esperam elevada participação, os utentes notam alguma perturbação.

  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC