sicnot

Perfil

País

Médicos alertam para cuidados com consumo de peixe cru após caso de infeção parasitária

Stephanie McGehee

Os médicos voltaram a alertar para os cuidados a ter com o consumo de peixe cru ou mal cozinhado, após um homem ter sido tratado em Portugal a uma infeção parasitária depois de comer sushi.

O caso é relatado num artigo publicado na quinta-feira na revista médica BMJ, cuja primeira autora é a médica Joana Carmo, do Departamento de Gastroenterologia do Hospital Egas Moniz, em Lisboa.

A equipa médica portuguesa descobriu, após um exame ao estômago (endoscopia) e análises laboratoriais, que o homem, de 32 anos, que tinha comido sushi e se queixava de dores fortes na barriga, vomitava e estava febril, continha na mucosa gástrica um parasita da espécie Anisakis, que causa a infeção conhecida pelo nome científico de Anisakiasis.

A Anisakiasis surge quando se consome peixe cru, como por exemplo sob a foram de sushi, ou mal cozinhado que está infetado com parasitas da espécie Anisakis, que podem contaminar salmão, arenque, bacalhau, cavala, lulas, alabote e anchovas.

A infeção parasitária pode afetar o estômago, o intestino, órgãos fora do aparelho gastrointestinal ou gerar reações alérgicas como urticária e choque anafilático.

No caso descrito na BMJ, tratou-se de uma Anisakiasis gástrica, em que os sintomas (dor de barriga, náuseas e vómitos) se desenvolvem rapidamente (ao fim de uma a oito horas) após a ingestão de peixe cru.

Os médicos removeram o parasita com uma pequena rede de plástico inserida no estômago com o auxílio de um endoscópio (tubo ótico com câmara que é usado nos exames ao estômago).

Segundo os autores do artigo, a maioria das infeções por parasitas Anisakis têm sido reportadas no Japão, onde é muito comum a dieta alimentar à base de peixe cru, mas estes parasitas já foram observados em peixe colocado à venda em mercados e supermercados em Espanha.

Os médicos advertem que o consumo de refeições como sushi tem-se popularizado nos países ocidentais e aconselham os profissionais de saúde a estarem atentos aos sintomas de doentes que comeram peixe cru ou pouco cozinhado, como dores de barriga, náuseas, vómitos, obstrução intestinal e sangramento nas fezes, que se podem confundir com sintomas de outras patologias, como apendicite e úlceras.

Em muitas situações, o diagnóstico da Anisakiasis só se consegue após uma cirurgia.

Cozinheiros de sushi devidamente treinados podem detetar parasitas de Anisakis, uma vez que são visíveis no peixe.

Para evitar a infeção parasitária, os especialistas aconselham a cozedura do peixe a 70ºC ou o seu congelamento a -20ºC pelo menos durante três dias.

Lusa

  • Os confrontos de Rui Rio
    3:38

    País

    Esta não é a primeira vez que Rui Rio enfrenta adversidades. O mesmo aconteceu durante a presidência da Câmara do Porto, quando assumiu uma rutura total com o Futebol Clube do Porto. Na primeira conferência de imprensa como presidente do PSD, avisou os adversários internos de que o clima de confronto é um ambiente do qual gosta.

  • Governo aceita diálogo com PSD após eleição de Rio
    1:52

    País

    Com a eleição de Rui Rio, o Governo aceitou entender-se com o PSD, provocando algumas críticas por parte do PCP e o Bloco de Esquerda. O líder parlamentar socialista diz que admitir o diálogo é Democracia, mas garante que o que sempre dividiu o PS do PSD mantém-se.

  • Sporting nos oitavos de final da Liga Europa

    Liga Europa

    O Sporting garantiu esta quinta-feira o apuramento para os oitavos de final da Liga Europa, ao empatar frente ao Astana, em Alvalade, a três golos, na segunda mão dos 16 avos de final, depois de ter triunfado no Cazaquistão por 3-1. Veja ou reveja todos os golos do encontro.

  • Jane Seymour posa para a Playboy aos 67 anos

    Cultura

    Esta é a terceira vez que a atriz inglesa de 67 anos participa numa sessão fotográfica para a revista Playboy. Jane Seymour aproveitou a oportunidade para se juntar ao movimento #MeToo e falar sobre as agressões sexuais que sofreu às mãos de um produtor, em 1972.

  • O estranho caso do mergulhador Alejandro Ramos

    Mundo

    O mergulhador Alejandro Ramos tornou-se num caso de investigação do Centro Médico Naval do Peru, depois do seu corpo ter começado a inchar sem qualquer explicação aparente. Isto aconteceu há quatro anos, minutos depois de ter emergido da água, onde tinha estado a trabalhar durante muitas horas.

    SIC

  • Vírus do Zika pode proteger contra a dengue

    Mundo

    Uma equipa de investigadores brasileiros acredita que a infeção do vírus Zika pode tornar a pessoa imune contra a dengue. Anteriormente, uma investigação chinesa já tinha conseguido provar o inverso: quem apanha dengue pode estar mais protegido contra o vírus do Zika.

    SIC

  • Pesca explora mais de metade de todos os oceanos

    Economia

    A pesca industrial explora mais de metade de todos os oceanos, uma área quatro vezes maior que a utilizada pela agricultura, havendo mais atividade no norte do Atlântico e do Pacífico, conclui um estudo divulgado esta quinta-feira.