sicnot

Perfil

País

Mulheres dirigentes no topo do Estado superam os 33%

As mulheres dirigentes no topo do Estado superaram os 33%, o número mais alto dos últimos cinco anos. Ao todo, 23 mulheres contribuíram para o aumento de dirigentes superiores, em 2016.

Ainda assim, esta percentagem revela-se baixa quando 60% das administrações públicas são mulheres. O Governo ambicionava esta meta para 2017, mas evitou comprometer-se.

O Executivo considera ser necessário uma reflexão sobre o sistema de designação de dirigentes.

Apesar desta subida, os dados são claros: quanto maiores as responsabilidades e o salário, menor o peso das mulheres.