sicnot

Perfil

País

Pólenes muito elevados nos próximos dias

(Arquivo)

Os pólenes em suspensão no ar vão estar em níveis muito elevados nos próximos dias em Portugal continental, informou esta quinta-feira a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC).

No boletim polínico hoje divulgado a SPAIC prevê que, entre 19 e 25 de maio, estarão em níveis muito elevados os pólenes de árvores como o sobreiro, oliveira ou carvalhos e das ervas como a urtiga, gramíneas, parietária, quenopódio ou tanchagem.

Nos arquipélagos dos Açores e da Madeira preveem-se níveis baixos de pólenes em suspensão.

Os pólenes das árvores e das ervas provocam na primavera reações alérgicas em muitas pessoas, caracterizadas normalmente por espirros, comichões ou falta de ar.

Em algumas pessoas podem provocar rinite, conjuntivite ou asma.

Lusa

  • 4 concelhos de Faro em risco máximo de incêndio

    País

    Os concelhos de Alcoutim, São Brás de Alportel, Tavira e Castro Marim, no distrito de Faro, apresentam hoje risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). , em risco 'muito elevado' de incêndio estão também os concelhos de Loulé, Silves, Monchique e Aljezur (Faro), Odemira, Mértola e Almodôvar (Beja) e Gavião (Portalegre).

  • Autópsia à mulher baleada pela PSP contradiz agentes
    1:28

    País

    A mulher que morreu acidentalmente durante uma perseguição da PSP terá sido baleada no pescoço e o trio terá sido disparado por trás. Entretanto, segundo a imprensa, a PJ ainda não encontrou vestígios do tiroteio, entre os assaltantes do multibanco de Almada e a PSP.

  • Marinha dos EUA considera "absolutamente inaceitável" desenho de um pénis no céu

    Mundo

    Os cidadãos do Condado de Okanogan, em Washington, foram surpreendidos esta quinta-feira com o contorno de um pénis no céu. A imagem resultou de um rasto de condensação deixado por um avião militar norte-americano. A Marinha confirmou que um dos seus pilotos tinha desenhado a figura no ar e defendeu que a situação era "absolutamente inaceitável".