sicnot

Perfil

País

Direção clínica e diretores de serviço do Hospital Amadora-Sintra ameaçam demitir-se

A direção clínica e diretores de serviço do Hospital Fernando Fonseca (Amadora-Sintra) decidiram demitir-se em protesto contra as dificuldades na contratação de profissionais, segundo fontes hospitalares, posição que a administração diz desconhecer.

As mesmas fontes indicaram à Lusa que a demissão foi decidida quarta-feira e está a ser preparada para ser oficialmente comunicada à administração do hospital na sexta-feira.

O porta-voz do hospital disse à Lusa não ter conhecimento oficial desta tomada de posição e garantiu que os serviços estão a funcionar normalmente.

Também o administrador do hospital, Francisco Velez Roxo, disse à Lusa que não tem qualquer conhecimento formal desta situação, adiantando apenas que o que está em curso é "o normal debate em torno da contratação de pessoal".

As fontes hospitalares referiram que existe um desconforto crescente em torno das dificuldades para contratação de pessoal, que pode ser agravado com a imposição de reduzir 35% os gastos com médicos tarefeiros.

O administrador do hospital reconheceu que esta unidade de saúde recorre muitas vezes à contratação de médicos externos.

O ministro da Saúde disse já que a redução dos 35% terá de ter exceções, garantindo que os hospitais não entrarão em rutura de resposta.

Este hospital depara-se ainda com uma ameaça de ter os blocos de parto paralisados a partir de julho, uma vez que os enfermeiros especialistas (obstetrícia) ameaçam parar se não forem remunerados de acordo com esta especialização.

Lusa

  • Grandes hospitais sem serviços de reumatologia

    País

    O Centro Hospitalar de Lisboa Central, Amadora-Sintra, Cascais, Nossa Senhora da Oliveira (Guimarães) e Santo António (Porto) são cinco unidades que não têm departamentos de reumatologia e "servem áreas com muitíssima população". A falta de reumatologistas nos serviços públicos em Portugal é precisamente um dos temas que hoje será debatido num encontro de especialistas nacionais e estrangeiros que decorre na Assembleia da República, em Lisboa.

  • Fogo na Sertã alastrou aos concelhos de Mação e Proença-a-Nova
    2:37

    País

    Mais de 700 bombeiros combatem o incêndio que começou este domingo na Sertã e, durante a noite foi empurrado pelo vento para outros dois concelhos. As chamas atingiram as zonas de Mação e de Proença-a-Nova, onde os habitantes dizem que há várias casas destruídas pelo fogo. Esta manhã, chegaram dois aviões espanhóis para ajudar a controlar as chamas.

  • Milhares de clientes da CGD vão pagar quase 5€/ mês por comissões de conta
    1:24
  • Governo reconhece seca severa no continente desde 30 de junho

    País

    O Governo reconheceu, hoje, a existência de uma situação de seca severa no território continental, desde 30 de junho, que consubstancia um fenómeno climático adverso, com repercussões negativas na atividade agrícola, em despacho publicado hoje em Diário da República.

  • Pelo menos cinco feridos em ataque na cidade suíça de Schaffhausen

    Mundo

    Pelo menos cinco pessoas ficaram hoje feridas na sequência de um ataque, na cidade suíça de Schaffhausen. De acordo com as autoridades, as vítimas foram atacadas por um homem armado com uma motosserra, que está a ser procurado pela polícia. As autoridades descartaram a hipótese de "ato terrorista".

  • Oposição pressiona Maduro com anúncio de manifestações e greve geral
    1:34
  • Margem mínima de mil votos obriga a negociações intensas em Timor-Leste

    Mundo

    A Fretilin venceu sem maioria absoluta as lesgislativas para o VII Governo constitucional de Timor-Leste. De acordo com os dados oficiais, o partido de Mari Alkatiri obteve perto de 170 mil votos e conquistou 23 deputados. Já o partido de Xanana Gusmão que tinha vencido há cinco anos, ficou em segundo com 167 mil votos e 22 lugares no parlamento, num total de 65.