sicnot

Perfil

País

Direção clínica e diretores de serviço do Hospital Amadora-Sintra ameaçam demitir-se

A direção clínica e diretores de serviço do Hospital Fernando Fonseca (Amadora-Sintra) decidiram demitir-se em protesto contra as dificuldades na contratação de profissionais, segundo fontes hospitalares, posição que a administração diz desconhecer.

As mesmas fontes indicaram à Lusa que a demissão foi decidida quarta-feira e está a ser preparada para ser oficialmente comunicada à administração do hospital na sexta-feira.

O porta-voz do hospital disse à Lusa não ter conhecimento oficial desta tomada de posição e garantiu que os serviços estão a funcionar normalmente.

Também o administrador do hospital, Francisco Velez Roxo, disse à Lusa que não tem qualquer conhecimento formal desta situação, adiantando apenas que o que está em curso é "o normal debate em torno da contratação de pessoal".

As fontes hospitalares referiram que existe um desconforto crescente em torno das dificuldades para contratação de pessoal, que pode ser agravado com a imposição de reduzir 35% os gastos com médicos tarefeiros.

O administrador do hospital reconheceu que esta unidade de saúde recorre muitas vezes à contratação de médicos externos.

O ministro da Saúde disse já que a redução dos 35% terá de ter exceções, garantindo que os hospitais não entrarão em rutura de resposta.

Este hospital depara-se ainda com uma ameaça de ter os blocos de parto paralisados a partir de julho, uma vez que os enfermeiros especialistas (obstetrícia) ameaçam parar se não forem remunerados de acordo com esta especialização.

Lusa

  • Grandes hospitais sem serviços de reumatologia

    País

    O Centro Hospitalar de Lisboa Central, Amadora-Sintra, Cascais, Nossa Senhora da Oliveira (Guimarães) e Santo António (Porto) são cinco unidades que não têm departamentos de reumatologia e "servem áreas com muitíssima população". A falta de reumatologistas nos serviços públicos em Portugal é precisamente um dos temas que hoje será debatido num encontro de especialistas nacionais e estrangeiros que decorre na Assembleia da República, em Lisboa.

  • Presidente da IPSS "O Sonho" garante que vai demitir-se
    0:57

    País

    A PJ de Setúbal fez esta sexta-feira buscas em três instituições de solidariedade social e em casas particulares ligadas à IPSS "O Sonho", por suspeitas de peculato de uso, fraude na obtenção de subsídios e falsificação de documentos. O presidente da associação nega as suspeitas e diz que está de "consciência tranquila". Florival Cardoso, que é o principal visado na investigação, fala sobre uma "caça às bruxas" e garante que vai demitir-se, porque considera que está a ser cometida uma "enorme injustiça".

  • "Situação humanitária dos civis em Ghouta é aterradora"
    0:49

    Mundo

    O enviado especial da ONU para a Síria lançou esta sexta-feira um novo apelo a um cessar-fogo. O responsável está particularmente preocupado com a situação da população civil e diz que é preciso evitar que se repita em Ghouta o que se passou em Alepo.

  • Instantes de uma noite de futebol europeu
    0:41
  • Não dá mais, Brasil!
    18:00