sicnot

Perfil

País

Duas pessoas atingidas a tiro durante festejos do Dia de Portugal nos EUA

Duas pessoas foram atingidas na madrugada de domingo no final das celebrações do Dia de Portugal em Newark, no Estado de Nova Jérsia, nos Estados Unidos da América.

As vítimas, um jovem luso-americano de 21 anos e uma mulher de 19 anos, estão estáveis no hospital e não correm risco de vida.

A polícia está a investigar o incidente, que aconteceu na Ferry Street, conhecida como Avenida de Portugal, e tentar perceber se as vitimas eram o alvo ou se foram apanhadas em fogo cruzado.

Nenhuma detenção foi feita. "Foi um acidente isolado, que parece ter resultado de uma disputa entre dois indivíduos armados sem respeito pela vida humana.

Os nossos detetives estão a trabalhar para identificar os suspeitos e fazer justiça", disse o diretor de Segurança Pública de Newark, Anthony F. Ambrose, em comunicado.

"O incidente aconteceu fora do recinto da nossa festa, depois do final do programa, os vendedores já estavam a arrumar o material para ir embora. Não teve relação com a nossa festa", explicou à Lusa um dos organizadores das celebrações do Dia de Portugal, Jorge Marques.

O responsável diz que a parada de domingo, o ponto alto das celebrações, decorreu como estava planeado e sem incidentes.

"Notámos um aumento da presença de polícias, mas tudo decorreu como normal, tanto a parada como as festas que se seguiram, e pudemos encerrar à nossa celebração", disse o organizador.

Lusa

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19