sicnot

Perfil

País

Pólenes em níveis elevados ou muito elevados nos próximos dias

(Arquivo)

REUTERS

As concentrações de pólenes no ar vão estar em níveis elevados ou muito elevados em quase todas as regiões de Portugal continental nos próximos sete dias, segundo o Boletim Polínico da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC).

Para a semana de 16 a 22 de junho, apenas a região do Algarve vai registar concentração de pólenes no ar considerada moderada, predominando os pólenes da árvore castanheiro e das ervas gramíneas.

Nas regiões de Trás -Os-Montes e Alto Douro e Entre Douro e Minho as concentrações de pólenes esperam-se muito elevadas a partir de sexta-feira.

Nestas regiões, predominam os pólenes da árvore castanheiro e das ervas gramíneas e parietária.Na Beira Interior, Beira Litoral, Lisboa e Évora os níveis serão elevados.

No Funchal os pólenes encontram-se em níveis baixos, enquanto em Ponta Delgada estão em níveis moderados.

A alergia ao pólen é causa frequente de manifestações alérgicas, que podem ser do aparelho respiratório (asma e rinite alérgica), dos olhos (conjuntivite alérgica) ou da pele (urticária e eczema).

O Boletim Polínico efetua a divulgação semanal sobre os níveis de pólenes existentes no ar atmosférico recolhidos através da leitura de postos que fazem uma recolha contínua dos pólenes em várias regiões do País.

Lusa

  • Portugueses e espanhóis protestam em Salamanca contra mina de urânio
    0:38

    País

    O Bloco de esquerda desafia o Governo português a exigir às autoridades espanholas uma avaliação do impacto ambiental da mina de urânio a 40 quilómetros da fronteira portuguesa. Este caso está gerar contestação entre os ambientalistas. Várias associações portuguesas participaram este sábado numa manifestação em Salamanca. A Quercus diz-se preocupada com o impacto da mina de urânio no território português.

  • PS e PSD querem acordo sobre fundos e descentralização até ao verão
    3:07
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de três armas da PSP, recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avança hoje que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • As gravações que provam que as autoridades conheciam o perfil violento de Nikolas Cruz
    1:35