sicnot

Perfil

País

Pólenes em níveis elevados ou muito elevados nos próximos dias

(Arquivo)

REUTERS

As concentrações de pólenes no ar vão estar em níveis elevados ou muito elevados em quase todas as regiões de Portugal continental nos próximos sete dias, segundo o Boletim Polínico da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC).

Para a semana de 16 a 22 de junho, apenas a região do Algarve vai registar concentração de pólenes no ar considerada moderada, predominando os pólenes da árvore castanheiro e das ervas gramíneas.

Nas regiões de Trás -Os-Montes e Alto Douro e Entre Douro e Minho as concentrações de pólenes esperam-se muito elevadas a partir de sexta-feira.

Nestas regiões, predominam os pólenes da árvore castanheiro e das ervas gramíneas e parietária.Na Beira Interior, Beira Litoral, Lisboa e Évora os níveis serão elevados.

No Funchal os pólenes encontram-se em níveis baixos, enquanto em Ponta Delgada estão em níveis moderados.

A alergia ao pólen é causa frequente de manifestações alérgicas, que podem ser do aparelho respiratório (asma e rinite alérgica), dos olhos (conjuntivite alérgica) ou da pele (urticária e eczema).

O Boletim Polínico efetua a divulgação semanal sobre os níveis de pólenes existentes no ar atmosférico recolhidos através da leitura de postos que fazem uma recolha contínua dos pólenes em várias regiões do País.

Lusa

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.