sicnot

Perfil

País

Militar português morreu em ataque terrorista no Mali

Reuters TV

Um militar português ao serviço da missão da União Europeia no Mali morreu na sequência de um ataque terrorista ocorrido domingo, nas imediações de Bamako, anunciou hoje o Estado-Maior General das Forças Armadas.

Última atualização às 12:12

Um segundo militar português "saiu ileso deste ataque", que ocorreu no domingo pelas 16:00, no Hotel Le Campement Kangaba, nas imediações de Bamako, segundo um comunicado divulgado pelo Estado-Maior General das Forças Armadas (EMGFA).

Segundo o comunicado, o local onde ocorreu o ataque, Hotel Le Campement Kangaba, "é reconhecido e autorizado pela Missão de Treino no Mali - ao serviço da qual estava o militar - como Wellfare Center entre os períodos de atividade operacional dos militares que prestam serviço naquele país.

Um inquérito "no sentido de esclarecer as circunstâncias que envolveram o ataque terrorista em Bamako" já foi instaurado, adiantou o EMGFA.

"Encontravam-se no local vários militares da Força Internacional de diversos países, entre os quais dois portugueses. Mais se informa que o segundo militar Português saiu ileso deste ataque", refere o EMGFA.

Lusa

  • "O ministro está na frigideira"
    5:33

    Opinião

    O ministro da Segurança Social, Vieira da Silva, "está cada vez mais numa posição fragilizada" devido às suspeitas de irregularidades na associação Raríssimas, diz o subdiretor de Informação da SIC, Bernardo Ferrão. Vieira da Silva já falou sobre o caso duas vezes, mas "sempre de forma algo atralhada" e "ainda não matou todas as dúvidas".

    Bernardo Ferrão

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55
  • Democratas não venciam no Alabama há 27 anos
    1:50