sicnot

Perfil

País

Escrivã condenada a prisão com pena suspensa por desviar 132 mil €

Uma funcionária judicial foi condenada a quatro anos e meio de prisão com pena suspensa por ter desviado 132 mil euros de taxas de justiça entre 2011 e 2013.

De acordo com o Ministério Público, a escrivã da quarta vara cível do Palácio da Justiça do Porto alterou dados no sistema informático para desviar dinheiro de taxas de justiça para contas de familiares.

A mulher de 58 anos estava acusada de 90 crimes, mas o Tribunal Criminal de São João Novo entendeu condená-la a um crime de peculato continuado e um crime de falsidade informática também na forma continuada.

A arguida faltou à leitura da sentença por motivos de saúde, mas a defesa entendeu que foi feita justiça e não vai recorrer da decisão.

  • Seca contribui para a redução de nutrientes no mar e está a afetar a pesca
    2:11
  • Francisco George toma posse como presidente da Cruz Vermelha Portuguesa

    País

    O ex-diretor-geral da Saúde, Francisco George toma hoje posse como presidente da Cruz Vermelha Portuguesa. Em entrevista à Lusa, manifestou a intenção de criar uma unidade para abastecimento de água potável e redução dos problemas de saneamento em catástrofes como os incêndios deste verão. Além disso, em nome da transparência, vai tornar públicas as contas do organização, incluindo os donativos.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44