sicnot

Perfil

País

Um algoritmo para evitar inundações

Investigadores da Universidade de Coimbra (UC) criaram um algoritmo inteligente para mitigar inundações em zonas urbanas.

Uma equipa de especialistas dos departamentos de engenharias informática e civil da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UC "desenvolveu um algoritmo inteligente para gestão dos sistemas de drenagem de águas pluviais, por forma a evitar/mitigar inundações em zonas urbanas", afirma a UC numa nota enviada hoje à agência Lusa.

A solução, recentemente distinguida com o 'Best Paper Award' na quarta conferência Experiment@International, destina-se ao "controlo de caudais em condutas subterrâneas existentes para a drenagem das águas provenientes das chuvas".

A partir da recolha de dados fornecidos em tempo real por vários sensores de precipitação (udómetros), instalados em diferentes pontos geográficos da malha urbana, o algoritmo "avalia a situação e, de forma autónoma, ativa barreiras que controlam o fluxo da água, evitando ou mitigando a ocorrência de inundações", explica o coordenador do projeto, Alberto Cardoso, citado pela UC.

"Dependendo da intensidade de precipitação e do caudal gerado, e considerando a capacidade de retenção do sistema de tubagens existente, é tomada a decisão adequada, sem intervenção humana", acrescenta o investigador e docente da FCTUC.

Além disso, esta ferramenta informática também considera "ambientes naturais envolventes para onde a água pode ser desviada temporariamente", sublinha Alberto Cardoso.

"Foi um grande desafio desenvolver este algoritmo, porque a água tem um comportamento imprevisível", conclui o investigador.

O controlo em tempo real (RTC) de redes de drenagem de águas pluviais é "uma temática bastante atual, que tem sido objeto de diversos estudos", entre os quais o projeto europeu CENTAUR (Cost Effective Neural Technique for Alleviation of Urban Flood Risk), refere a UC.

O projeto CENTAUR envolve equipas de investigadores do Departamento de Engenharia Civil da FCTUC e a empresa municipal Águas de Coimbra.

Lusa

  • Sismo registado esta manhã na região de Lisboa

    País

    Um sismo foi sentido esta manhã na região da Grande Lisboa. O abalo foi registado às 7h44, com epicentro em Sobral de Monte Agraço e magnitude de 4.3, informa o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

    Em atualização

  • "É terrorismo, politiquice e interesse económico"
    0:45

    País

    A situação em Mação, no distrito de Santarém, continua muito complicada para os operacionais e para as populações que tentam combater as chamas. Os populares dizem que é de "lastimar" a aflição que se vive.

  • GNR resgata 45 sírios no mar Egeu
    2:28

    Crise Migratória na Europa

    A Guarda Nacional Republicana já resgatou quase 300 migrantes no mar Egeu, ao largo da Grécia, desde o início de maio. Esta quarta-feira de madrugada, os militares salvaram 45 sírios que tentavam chegar à Grécia numa embarcação de borracha.

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.