País

Portugal absteve-se na renovação da licença de glifosato

Portugal absteve-se na renovação da licença de glifosato

Os representantes dos 28 Estados-membros da União Europeia (UE) voltaram hoje a falhar um acordo sobre a renovação da licença do glifosato, herbicida mais comum usado na Europa.

Portugal absteve-se na votação sobre a extensão da licença de comercialização deste produto.

Há mais de 1 ano, a Organização Mundial de Saúde classificou este produto como "carcinogénio provável para o ser humano e carcinogéneo provado para animais de laboratório". A proposta para renovar a licença de uso do glifosato por mais 5 anos será agora apresentada no final deste mês ao comité de recurso, uma instância destinada a apoiar a tomada de decisões em casos sensíveis e problemáticos

  • Prolongamento do uso de glifosato sem acordo entre Estados-membros da UE

    Mundo

    Os Estados-membros da União Europeia não chegaram a acordo quanto à proposta da Comissão para renovar a licença de uso do herbicida glifosato por mais cinco anos. A proposta hoje rejeitada será apresentada no final deste mês perante o comité de recurso, uma instância destinada a apoiar a tomada de decisões em casos sensíveis e problemáticos.

  • Bruxelas propõe hoje prolongamento do uso do glifosato por mais 5 anos

    Mundo

    A Comissão Europeia vai propor na quinta-feira aos países membros o prolongamento por 5 anos a licença de utilização do herbicida glifosato. A autorização para a utilização deste herbicida expira no próximo 15 de dezembro. Há mais de 1 ano, a Organização Mundial de Saúde (OMS) classificou este produto como "carcinogénio provável para o ser humano e carcinogénio provado para animais de laboratório".

  • Investigação encontra químicos proibidos em 21 dos alimentos testados
    2:06

    País

    Couves, bróculos, maçãs ou laranjas, a SIC mostra-lhe o que está em causa na investigação da revista Visão, que encontrou químicos proibidos em 21 dos alimentos testados. Como inseticidas de champôs contra os piolhos, glifosato - o herbicida considerado "provavelmente cancerígeno" pela Organização Mundial de Saúde -, ou boscalid - um fungicida proibido na fruta biológica.

  • PAN apela à fiscalização da lei que impede autarquias de abater animais sem dono
    2:25

    País

    A partir de 23 de setembro, as câmaras municipais deixarão de poder abater animais errantes, os chamados vadios, sem dono. O PAN alerta para a necessidade de fiscalização, numa altura em que 145 municípios portugueses ainda não dispõem de centros de recolha oficial, nem estabeleceram protocolos com outras entidades, o que resulta no abate de milhares de animais.