sicnot

Perfil

País

Coordenadora da Raríssimas "nada sabe" sobre alegados documentos em falta

Coordenadora da Raríssimas "nada sabe" sobre alegados documentos em falta

A coordenadora do Departamento Jurídico da Raríssimas confirmou esta quinta-feira a presença de inspetores na Casa dos Marcos. Manuela Duarte Neves - que aparecia na mesma sala do que Paulo Brito e Costa, na reportagem que denunciou o caso - evita no entanto comentar detalhes sobre a forma como está a decorrer a inspeção. Nomeadamente, se há documentos em falta.

  • Vieira da Silva "completamente tranquilo" com a sua atuação na Raríssimas
    0:42

    País

    O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social garantiu esta quinta-feira estar tranquilo com o seu comportamento em relação à Raríssimas. Vieira da Silva remeteu todas as explicações sobre o caso para a audição de segunda-feira, no Parlamento, e disse que tem pressa que a inspeção à instituição chegue ao fim.

  • António Costa tranquiliza trabalhadores e utentes da Raríssimas
    0:59

    País

    Na primeira reação ao caso Raríssimas, António Costa disse esta quinta-feira que o Estado tudo fará para garantir que a associação não veja descontinuada a atividade. O primeiro-ministro garantiu ainda que o apoio continuará a chegar a quem necessita. As declarações surgem após o pedido dos funcionários da Raríssimas ao chefe de Governo para que seja nomeada uma comissão que garanta o funcionamento e o acesso ao dinheiro.

  • Primeiro-ministro sai em defesa de Vieira da Silva
    0:50

    País

    António Costa disse esta quinta-feira que mantém "total confiança política" no ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social. Em Bruxelas, na primeira reação ao caso Raríssimas, o primeiro-ministro saiu em defesa de Vieira da Silva.

  • Junta de Santa Maria Maior no centro de Lisboa contra despejos de idosos
    3:02
  • "Não há nenhuma meta com Bruxelas", garante Centeno no Parlamento
    0:57

    Economia

    O ministro das Finanças afirma que o Programa de Estabilidade é debatido em Lisboa e não em Bruxelas.Esta manhã, no Parlamento, Mário Centeno assegurou ainda que as metas são as mesmas com que se comprometeu no programa do Governo e garante que não há nenhuma meta acordada com Bruxelas.