País

Secretário-geral da NATO diz que Portugal tem margem para aumentar gastos com Defesa

Secretário-geral da NATO diz que Portugal tem margem para aumentar gastos com Defesa

O secretário-geral da NATO vê margem no crescimento económico português para que o país invista mais em defesa. O objetivo é que, em 2024, todos os Estados- membros da Aliança Atlântica invistam 2% do PIB.

Todos os Estados- membros da NATO estão a apresentar os planos nacionais para atingir o objetivo.

Portugal está ainda nos 1,3% e tem defendido que é preciso olhar não só para quanto se gasta, mas também para a qualidade do investimento, tendo em conta a participação do país em missões.

Esta quarta-feira, os ministros da Defesa da Aliança Atlântica voltam a debater o tema da despesa em Bruxelas.