sicnot

Perfil

País

Operação Carnaval da GNR com mais mortes e acidentes do que em 2017

Sete mortos, 13 feridos graves e 292 ligeiros é o balanço da Operação Carnaval 2018 da Guarda Nacional Republicana (GNR), que terminou às 24:00 de terça-feira e teve mais acidentes e mortes do que a do ano passado.

Segundo dados da GNR, na operação Carnaval do ano passado não tinham sido registadas quaisquer vítimas mortais.


Quanto aos feridos, na operação deste ano a GNR registou menos três feridos graves e menos quatro feridos ligeiros do que na de 2017.


Quanto a acidentes, houve mais 81 na Operação Carnaval 2018, com um total de 962.


A Operação Carnaval 2018 tinha começado na sexta-feira, 9 de fevereiro, e previa mais patrulhamento e fiscalização rodoviária, com especial incidência junto aos locais dos festejos carnavalescos.


Durante todo o período da operação, militares dos comandos territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito desenvolveram várias ações de fiscalização para prevenir a sinistralidade rodoviária.


A condução sob a influência do álcool e de substâncias psicotrópica, a falta de habilitação para conduzir, o excesso de velocidade e a incorreta ou não utilização do cinto de segurança e/ou cadeirinhas para crianças serão as matérias a que a GNR esteve particularmente atenta.


Além destas ações, de âmbito rodoviário, foram mobilizados recursos no sentido de garantir a segurança dos locais associados às festividades do Carnaval, que decorreram por todo o país.

Lusa

  • Marido de idosa que morreu na Sertã teve de caminhar durante duas horas para pedir ajuda
    1:44

    País

    A Altice garantiu esta sexta-feira que tentou agendar, por duas vezes, a reposição da linha telefónica na casa da idosa da Sertã, que morreu na semana passada por não ter comunicações que permitissem um socorro rápido. A mulher sentiu-se mal e o marido teve de caminhar durante duas horas para conseguir chegar à casa do vizinho mais próximo e pedir ajuda.

  • "No meu bairro perguntam-me se a medalha é de ouro e dizem que ma vão roubar e vender"
    4:46
  • Como é que alguém (Rúben Semedo) com tanto pode perder tudo?
    3:05