sicnot

Perfil

País

Human Rights Watch elogia Portugal por vencer a crise sem rejeitar a democracia

A organização internacional 'Human Rights Watch' considerou esta quinta-feira que Portugal é "um exemplo para a Europa" por ter ultrapassado a crise económica sem "rejeitar as bases da democracia".

"Portugal representa um exemplo para a Europa ao sobrepor-se à crise, mas não houve rejeição das bases da democracia", afirmou o responsável jurídico da organização internacional, Bruno Stagno Ugarte.

Falando em Fafe, onde está a participar na homenagem que o Terra Justa está a fazer àquela organização não-governamental, o dirigente sublinhou que os portugueses se devem sentir orgulhosos pelo caminho que o país seguiu para vencer a crise no contexto dos "compromissos e princípios da União Europeia".

Bruno Stagno Ugarte criticou depois, em contraponto, os caminhos que alguns países, que até nem passaram por uma crise tão grave como em Portugal, estão a seguir, citando os casos da Hungria, República Checa e Polónia, onde, reforçou, "o oportunismo, o populismo e a demagogia estão a destruir a democracia".

Criticou também o "silêncio cúmplice" de várias democracias ocidentais face às violações dos direitos do homem que estão a acontecer em vários pontos do mundo onde há conflitos armados e lembrou que os pequenos e médios países também podem ter, no contexto das Nações Unidas, um papel importante na denúncia de alguns casos, como já tem acontecido, dando os bons exemplos da Holanda, Islândia e Liechtenstein.

Aludiu, ainda, à importância de a opinião pública se envolver nestas questões, procurando influenciar os seus países, num momento em que se observa "tanta desinformação e mentira na estratosfera da Internet".

O dirigente deixou também um elogio a Fafe, cidade que realiza há vários anos um evento internacional sobre recursos humanos.

"Fafe tem um espírito único, com um grande compromisso com a justiça e a paz", afirmou.Bruno Stagno Ugarte, acompanhado do presidente da Câmara, Raul Cunha, depositou uma mensagem no Mural das Causas, do Terra Justa, como tem acontecido com todos os homenageados do evento desde a sua primeira edição.

Participou também na inauguração da exposição que está patente no arquivo municipal sobre a atividade da 'Human Rights Watch'.

Lusa

  • Rúben Lima nega crimes de corrupção no processo Cashball
    6:04

    Desporto

    Rúben Lima, um dos 8 jogadores suspeitos de terem sido aliciados por intermediários ao serviço do Sporting para beneficiar o clube de Alvalade, nega todos os crimes investigados pela Polícia Judiciária. Numa entrevista exclusiva à SIC, o jogador do Moreirense garante que não conhece nenhum dos quatro arguidos detidos no âmbito do processo Cashball.

    Exclusivo SIC

  • Partido Podemos com votação inédita em Espanha
    1:32

    Mundo

    Há uma votação inédita em Espanha. O Podemos começou esta terça-feira a decidir a continuidade do líder do partido, depois de Pablo Iglesias e a companheira terem comprado uma casa de 600 mil euros.

  • Rui Rio alerta que violações do segredo de justiça ameaçam democracia
    2:16

    País

    Rui Rio diz que não pede demissões "a cada esquina" e prefere aguardar pelas respostas do ministro Adjunto Siza Vieira, sobre o alegado conflito de interesses com os acionistas chineses da EDP. O líder do PSD esteve esta terça-feira reunido com a direção nacional da Polícia Judiciária, onde defendeu que a violação do segredo de justiça é insustentável e ameaça o regime democrático.

  • Reclusos limpam Ria Formosa
    3:01

    País

    Alguns reclusos do estabelecimento prisional de Olhão estão pela segunda vez a limpar a ilha da Armona, na Ria Formosa. São homens que beneficiam de regime aberto e, em fim de cumprimento de pena, têm com este trabalho uma amostra da liberdade que tanto aguardam.

  • A maior obra de reconversão urbana em Portugal 20 anos depois
    3:47