Pequenas grandes histórias

CNN denuncia venda de escravos na Líbia

CNN denuncia venda de escravos na Líbia

As imagens estão a chocar o mundo. Homens são vendidos como escravos nos arredores de Trípoli, na Líbia, por 1.200 dinares líbios, cerca de 335 euros cada. São apresentados como jovens fortes para trabalhos agrícolas. A CNN assistiu a um leilão e tentou falar com os homens vendidos mas o medo de represálias falou mais alto. As imagens recolhidas pela estação de televisão norte-americana foram entregues às autoridades locais.

As imagens foram gravadas, de acordo com a CNN nos meses de agosto e outubro. Numa das reportagens vêem-se dois jovens encarcerados numa jaula, ao mesmo tempo que se ouve uma voz a anunciar a venda de "jovens fortes" para trabalhos agrícolas e outros a troco de 1.200 dinares líbios, o que equivalente a 340 euros cada um.


França pediu, entretanto, uma reunião urgente do Conselho de Segurança da ONU. António Guterres, secretário-geral das Nações Unidas e a União Africana já pediram celeridade para acabar com os atos de escravatura naquele país.

A Líbia anunciou entretanto a abertura de um inquérito. De acordo com a CNN os homens vendidos em leilão são oriundos da Guiné, Senegal, Mali, Níger, Nigéria e Gâmbia. Tentam chegar à Europa mas muitos não chegam a tentar sequer a travessia do mediterrâneo. Ficam na Líbia onde são vendidos como escravos.

  • "A bebedeira passa, o resto não!"
    2:48

    País

    O INEM socorreu mais de mil menores em coma alcoólico, no ano passado. Por isso, os adolescentes são o alvo da campanha lançada esta sexta-feira pelo Governo: "A bebedeira passa, o resto não!"

  • Sabe que pode estar a pagar 100€ a mais na fatura do gás?
    2:29

    Economia

    A maior parte das empresas fornecedoras de gás continua a cobrar aos clientes a taxa de ocupação do subsolo ao clientes, apesar da lei dizer que deve ser paga pelas empresas desde janeiro de 2017. Cada Câmara Municipal cobra o que entende e há autarquias que não cobram nada. Em alguns casos podemos estar a falar de mais de 8 euros por mês, ou seja, mais de 100 euros por ano.

  • As técnicas e o currículo polémico do Dr. Bumbum
    2:10

    Mundo

    Uma mulher morreu após uma operação aos glúteos, feita na casa de um cirurgião plástico conhecido no Brasil por Dr. Bumbum. Depois de quatro dias em fuga, o homem entregou-se às autoridades. O médico operava as mulheres em casa e no currículo tem um curso que não acabou e pós-graduações que não são reconhecidas.

  • Ir ao Douro e à Nazaré
    25:57
  • O convite que causou surpresa até na Casa Branca
    2:33