sicnot

Perfil

cartaz.jpg

Cartaz

SEGUNDA A SEXTA 16:25

Cartaz

Meryl Streep transfigura-se em cantora rock

CARTAZ CINEMA

Meryl Streep transfigura-se em cantora rock

No novo filme de Jonathan Demme, “Ricki e os Flash”, Meryl Streep interpreta uma veterana cantora de rock. João Lopes comenta as principais novidades da semana, destacando também uma nova animação dos estúdios ingleses Aardman, agora com a ovelha Choné como protagonista.

The Flash é o nome de uma banda fiel às origens do som rock; Ricki é a sua vocalista, uma veterana que deixou a família para seguir o seu instinto musical — e quem interpreta Ricki é Meryl Streep em mais uma transfiguração que, desde já, alguns apostam que lhe trará mais uma nomeação para os Oscars. O filme chama-se “Ricki e os Flash” e tem assinatura do também veterano Jonathan Demme, autor de “O Silêncio dos Inocentes” (1991) e “Filadélfia” (1993).

“O Agente da U.N.C.L.E.”, de Guy Ritchie, aposta na recuperação dos temas, e também do humor irónico, de uma série televisiva dos anos 60. As personagens principais são dois agentes ultra-secretos, um americano, outro soviético, interpretados, respectivamente, por Henry Cavill e Armie Hammer.

“Uma Rapariga Regressa de Noite Sozinha a Casa” é um moderno filme de vampiros com assinatura de Ana Lily Amirpour, uma americana de ascendência iraniana — apostando em imagens de um denso preto e branco, nele se procura revitalizar uma das tradições mais fortes do género de terror.

Na Inglaterra, os estúdios Aardman continuam a distinguir-se por um sofisticado trabalho com a animação de figuras de plasticina. Com realização de Mark Burton e Richard Starzak, “A Ovelha Choné” é um novo exemplo das suas qualidades, agora promovendo à condição de protagonista uma personagem que vem das aventuras de Wallace e Gromit.

No DVD, começaram a aparecer alguns filmes lançados nas salas, há poucos meses, por ocasião das comemorações do fim da Segunda Guerra Mundial. É o caso de “A Noite Cairá”, de André Singer, construído a partir das imagens recolhidas pelos Aliados no momento da libertação dos prisioneiros dos campos de concentração — um testemunho intenso e perturbante para não deixarmos que a memória se perca.

* Banda sonora: “O AGENTE DA U.N.C.L.E.” (2015), de Guy Ritchie

> “Che Vuole Questa Musica Stasera”, Peppino Gagliardi

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01