sicnot

Perfil

CAPA_SITE_02.jpg

Cartaz

SEGUNDA A SEXTA 16:25

Cartaz

Um conto da juventude em tom francês

cartaz cinema

Um conto da juventude em tom francês

Através de “Três Recordações da Minha Juventude”, Arnaud Desplechin confirma o seu estatuto de um dos mais importantes autores do actual cinema francês. João Lopes comenta as principais novidades da semana, destacando ainda a edição em DVD de três títulos da produção portuguesa.

Arnaud Desplechin coloca em cena as suas próprias memórias através de um filme revelado na Quinzena dos Realizadores, em Cannes: “Três Recordações da Minha Juventude” é um conto sobre a difícil passagem da juventude à idade adulta, com Quentin Dolmaire no papel central.

“Difret”, de Zeresenay Mehari, é um exemplo raro da produção da Etiópia, narrando a história verídica de uma jovem de 14 anos que, de acordo com uma violenta tradição, é raptada por aquele que quer ser o seu futuro marido — o filme tem produção executiva de Angelina Jolie.

Jaco van Dormael continua a explorar o absurdo cómico através de “Deus Existe e Vive em Bruxelas”. Com Benoît Poelvoorde no papel central, esta é uma história burlesca sobre uma divindade que se diverte a provocar as mais diversas catástrofes através do seu computador...

O cinema português está de volta através de duas edições especiais em DVD. Numa delas encontramos os dois títulos — “Photo” (2012) e “A Uma Hora Incerta” (2015) — dirigidos pelo argumentista Carlos Saboga; noutra, podemos descobrir “Montanha” (2015), primeira longa-metragem de João Salaviza.

* Banda sonora: “Nove” (2009), de Rob Marshall

> “Take it All”, Marion Cotillard

  • Português de 15 anos morre em estância de esqui em Espanha

    País

    Um jovem português morreu esta quarta-feira numa estância de esqui, em Espanha. O rapaz de 15 anos queixou-se de dores de cabeça e foi transportado para a Unidade de Cuidados de Saúde da Estância de Esqui, onde acabou por morrer.

    Em desenvolvimento

  • Europa num clima de tensão parecido ao dos anos que antecederam a 2.ª Guerra Mundial
    2:18

    Mundo

    O populismo e a demonização do outro estão a conduzir a Europa a um clima de tensão semelhante ao dos anos que antecederam a 2.ª Guerra mundial. A conclusão é do relatório anual da Amnistia internacional, que denuncia ainda que 2016 foi um ano de "implacável miséria e medo" para milhões de pessoas. Embalados pelo discurso do medo, vários governos recuaram nos direitos humanos.