sicnot

Perfil

cartaz.jpg

Cartaz

SEGUNDA A SEXTA 16:25

Cartaz

Os destaques de Cannes

Os destaques de Cannes

Ken Loach foi o grande vencedor do Festival de Cannes, com o seu “I, Daniel Blake”. João Lopes destaca alguns dos títulos marcantes do festival, assinalando ainda a estreia nas salas do mais recente filme do francês François Ozon.

Cannes/2016 foi um festival marcado por muitos temas de natureza social, reflectindo algumas crises contemporâneas — o filme vencedor da Palma de Ouro, “I, Daniel Blake”, do inglês Ken Loach, constitui, naturalmente, o primeiro destaque, a par de “la Fille Inconnue”, dos irmãos Dardenne.

Entretanto, nas salas portuguesas estreia-se o trabalho mais recente do francês François Ozon: “Uma Nova Amiga” é uma viagem pelos caminhos insólitos dos desejos masculinos e femininos, fazendo a crítica do romantismo através da adaptação de um conto de Ruth Rendell.

A novidade em DVD também passa pela literatura: Benoît Jacquot propõe uma nova versão de “Diário de uma Criada de Quarto”, de Octave Mirbeau, livro já adaptado por Jean Renoir (1946) e Luis Buñuel (1964) — Léa Seydoux assume o papel central.

* Banda sonora: “O Desprezo” (1963), de Jean-Luc Godard

> “Camille”, Georges Delerue

  • Queda de avioneta em Espanha causa 4 mortos

    Mundo

    Uma avioneta com destino a Cascais, em que seguia uma família de quatro pessoas - dois adultos e dois menores - caiu em Sotillo de las Palomas, em Toledo, Espanha.

    Em desenvolvimento

  • Um discurso histórico com os pedidos de sempre
    2:30

    País

    Jerónimo de Sousa voltou este domingo a pedir a renegociação da dívida e a saída de Portugal do euro. Num discurso historicamente curto, apenas 15 minutos, no encerramento do Congresso do PCP, o reeleito secretário-geral comunista anunciou que o aumento dos salários e a reversão das alterações à legislação laboral são duas prioridades para os próximos tempos.

  • Mais de 50 milhões de italianos decidem futuro do país
    1:43

    Mundo

    Este domingo, está nas mãos de mais de 50 milhões de eleitores italianos o futuro do país. Mais do que um voto à reforma constitucional, o referendo terá consequências políticas diretas no Governo italiano. As urnas fecham às 23h00, 22h00 em Lisboa. Os primeiros resultados são esperados meia hora depois.