sicnot

Perfil

Cartaz

Um "thriller" com Blake Lively... e um tubarão

Cartaz Cinema

Um "thriller" com Blake Lively... e um tubarão

João Lopes

João Lopes

Crítico de cinema

“Águas Perigosas” é um “thriller” em linha directa do clássico “Tubarão” (1975), de Steven Spielberg. João Lopes comenta as novidades da semana, destacando ainda o lançamento em DVD de dois títulos maiores de Cannes/2015: “Minha Mãe” e “O Filho de Saul”.

Blake Lively é a figura central e solitária de um “thriller” em que uma jovem surfista, numa praia paradisíaca, enfrenta... um tubarão — “Aguas Perigosas” revela-se uma das boas surpresas deste Verão, um exercício de “suspense” assinado pelo espanhol Jaume Collet-Serra.

Os estúdios Disney continuam a refazer alguns dos seus títulos mais antigos. Acontece com “Pete’s Dragon”, um original de 1977, agora lançado entre nós como “A Lenda do Dragão”. David Lowery dirige esta fábula sobre a amizade entre um menino e um dragão; Bryce Dallas Howard e Robert Redford estão no elenco.

“Quo Vado ou Já Foste!” é um dos fenómenos de sucesso da mais recente produção italiana. Checco Zalone interpreta um funcionário público que tenta por todos os meios não perder o seu emprego — uma comédia social assinada por Gennaro Nunziante, lembrando a tradição dos filmes de actores como Totò e Vittorio Gassmann.

“Minha Mãe” é o filme de Nanni Moretti em que ele reflecte sobre as memórias da morte de sua mãe, num tom ao mesmo tempo comovente e distanciado — foi um dos momentos altos do Festival de Cannes do ano passado e já está disponível em DVD.

Também em DVD, e também da edição de 2015 de Cannes, podemos ver ou rever “O Filho de Saul”, de László Nemes, uma abordagem radical do Holocausto — valeu à Hungria o seu primeiro Oscar de melhor filme estrangeiro.

* Banda sonora: “Moby Dick” (1956), de John Huston

> “There She Blows", Philippe Sainton

  • Eurogrupo dá luz verde ao Orçamento do Estado
    0:29

    Orçamento do Estado 2017

    O Orçamento português passou no Eurogrupo mas os ministros das Finanças alertam que podem ser precisas mais medidas para cumprir as metas e em março vão voltar a olhar para as contas. Para já, estão satisfeitos com o compromisso assumido por Mário Centeno e mais sete ministros da zona euro, cujos Orçamentos estão em risco de incumprimento.

  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados".Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade. A SIC esteve em Luanda e falou com o advogado Adolfo Campos e com os músicos Carbono Casimiro, Mona Dya Kidi e David Salei. Já todos estiveram presos. Já todos foram vítimas de violência policial. Defendem que "a geração anterior comprometeu o país" e acreditam que só a mudança política pode trazer um futuro melhor. Para estes jovens activistas, a guerra que arrasou o país, e com que o regime justifica tudo, não deixou heróis, apenas "vilões e vítimas".

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59