sicnot

Perfil

Cartaz

Um "thriller" com Blake Lively... e um tubarão

Cartaz Cinema

Um "thriller" com Blake Lively... e um tubarão

João Lopes

João Lopes

Crítico de cinema

“Águas Perigosas” é um “thriller” em linha directa do clássico “Tubarão” (1975), de Steven Spielberg. João Lopes comenta as novidades da semana, destacando ainda o lançamento em DVD de dois títulos maiores de Cannes/2015: “Minha Mãe” e “O Filho de Saul”.

Blake Lively é a figura central e solitária de um “thriller” em que uma jovem surfista, numa praia paradisíaca, enfrenta... um tubarão — “Aguas Perigosas” revela-se uma das boas surpresas deste Verão, um exercício de “suspense” assinado pelo espanhol Jaume Collet-Serra.

Os estúdios Disney continuam a refazer alguns dos seus títulos mais antigos. Acontece com “Pete’s Dragon”, um original de 1977, agora lançado entre nós como “A Lenda do Dragão”. David Lowery dirige esta fábula sobre a amizade entre um menino e um dragão; Bryce Dallas Howard e Robert Redford estão no elenco.

“Quo Vado ou Já Foste!” é um dos fenómenos de sucesso da mais recente produção italiana. Checco Zalone interpreta um funcionário público que tenta por todos os meios não perder o seu emprego — uma comédia social assinada por Gennaro Nunziante, lembrando a tradição dos filmes de actores como Totò e Vittorio Gassmann.

“Minha Mãe” é o filme de Nanni Moretti em que ele reflecte sobre as memórias da morte de sua mãe, num tom ao mesmo tempo comovente e distanciado — foi um dos momentos altos do Festival de Cannes do ano passado e já está disponível em DVD.

Também em DVD, e também da edição de 2015 de Cannes, podemos ver ou rever “O Filho de Saul”, de László Nemes, uma abordagem radical do Holocausto — valeu à Hungria o seu primeiro Oscar de melhor filme estrangeiro.

* Banda sonora: “Moby Dick” (1956), de John Huston

> “There She Blows", Philippe Sainton

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.