sicnot

Perfil

Cartaz

A aventura chinesa de Matt Damon

Cartaz de Cinema

A aventura chinesa de Matt Damon

João Lopes

João Lopes

Crítico de cinema

Co-produzido por EUA e China, “A Grande Muralha” tem uma grande estrela americana, Matt Damon, como figura central. João Lopes comenta as principais estreias da semana, destacando ainda a reposição de “Paris, Texas” e uma edição em DVD com quatro títulos clássicos de Sergei Eisenstein.

Realizado pelo veterano Zhang Yimou e protagonizado por Matt Damon, “A Grande Muralha” é uma encenação feérica das guerras na China do século XI — não uma evocação histórica, mas uma lenda contada com todos os artifícios do grande espectáculo. Trata-se da produção mais cara de sempre na história do cinema rodado em território chinês.

Embora de forma discreta, “Mulheres do Século XX” surge na corrida aos Oscars com uma nomeação para melhor argumento original, da autoria do próprio realizador, Mike Mills. Centrado numa brilhante composição de Annette Bening, no papel de uma mãe que tenta educar o filho em tempos moralmente instáveis de finais da década de 1970, esta é uma comédia dramática de recorte clássico.

“Toni Erdmann” conta a história, ora realista, ora burlesca, de uma mulher que vê toda a sua existência condicionada pelo comportamento “infantil” do seu pai — com argumento e realização de Maren Ade, este é o candidato alemão ao Oscar de melhor filme estrangeiro.

As reposições de filmes de Wim Wenders continuam na ordem do dia. Regressa agora às salas “Paris, Texas”, lendário drama familiar que arrebatou a Palma de Ouro do Festival de Cannes de 1984. Nos papéis principais, um par inesquecível: Harry Dean Stanton e Nastassja Kinski.

Na área do DVD, um dos grandes acontecimentos das últimas semanas é a edição de uma caixa com quatro títulos fundamentais de Sergei Eisenstein (1898-1948): “O Couraçado Potemkine” (1925), “Outubro” (1928), “Alexandre Nevski” (1938) e

“Ivan, o Terrível” (1945-1958) — uma excelente oportunidade para rever ou descobrir o trabalho de um dos mestres do cinema soviético.

- Banda sonora: MANCHESTER BY THE SEA (2016), de Kenneth Lonergan - "Manchester Minimalist Piano and Strings", Lesley Barber

  • "É mais um notável tiro no pé de Passos Coelho"
    4:04

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite, a polémica em torno de Pedro Passos Coelho, depois do presidente do PSD ter pedido desculpas por ter "usado informação não confirmada", ao falar na existência de suicídios, depois desmentidos, como consequência da falta de apoio psicológico na tragédia de Pedrógão Grande. Sousa Tavares considera que Passos Coelho deu "mais um tiro no pé" e defende que o líder da oposição "está notoriamente desgastado" e "caminha para uma tragédia eleitoral autárquica".

    Miguel Sousa Tavares

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.