sicnot

Perfil

CAPA_SITE_02.jpg

Cartaz

SEGUNDA A SEXTA 14:30

Cartaz

Recordando o génio dos irmãos Lumière

Recordando o génio dos irmãos Lumière

João Lopes

João Lopes

Crítico de cinema

O trabalho de Louis e Auguste Lumière, os criadores do cinematógrafo, em finais do século XIX, é recordado no filme "Lumière!". João Lopes destaca também a reposição de “O Sabor da Cereja”, de Abbas Kiarostami, recordando ainda a edição em DVD de “Nunca Me Deixes”, de Mark Romanek, baseado num romance do Nobel da Literatura, Kazuo Ishiguro.

O génio dos irmãos Lumière não nos legou apenas a invenção técnica do cinema. O filme “Lumière!” devolve-nos as memórias das muitas dezenas de pequenos filmes (de 50 segundos de duração) que registaram entre 1895 e 1905 — uma colecção de preciosidades organizada e comentada por Thierry Frémaux, presidente do Instituto Lumière e programador do Festival de Cannes.

Com “Os Fantasmas de Ismael”, o francês Arnaud Desplechin retrata a vida de bastidores de um realizador de cinema — uma viagem quase auto-biográfica com um elenco liderado por Mathieu Amalric, Marion Cotillard e Charlotte Gainsbourg.

Baseado num “best-seller” de Deborah Moggach, “A Febre das Túlipas” evoca Amsterdão em meados do século XVII através da odisseia de um rico comerciante que encomenda um retrato da sua mulher. Com Christoph Waltz e Alicia Vikander, a realização pertence a Justin Chadwick.

Foi em 1997 que o iraniano Abbas Kiarostami arrebatou a Palma de Ouro de Cannes com “O Sabor da Cereja” (“ex-aequo” com “A Enguia”, de Shohei Imamura). Nele se conta a história dramática de um homem que, ao decidir suicidar-se, tenta garantir que alguém o irá sepultar numa campa condigna — vinte anos depois, a reposição de “O Sabor da Cereja” ocorre em cópia restaurada.

Em termos cinematográficos, a obra de Kazuo Ishiguro, há dias consagrado com o Nobel da Literatura, é sobretudo

conhecida através de “Os Despojos do Dia” (1993), de James Ivory. Mas importa não esquecer “Nunca Me Deixes” (2010), adaptado de outro dos seus romances, neste caso com realização de Mark Romanek, um talento que vem da área dos telediscos. Com Carey Mulligan, Andrew Garfield e Keira Knightley, “Nunca Me Deixes” é uma bela e perturbante parábola sobre a liberdade individual — entre nós, nunca chegou às salas escuras, mas foi editado em DVD.

* Banda sonora: “Detroit” (2017), de Kathryn Bigelow

> “Heaven Must Have Sent You”, The Elgins

  • "Quem faz isto sabe estudar os dias e o vento para arder o máximo possível"
    4:15
  • O balanço trágico dos incêndios do fim de semana
    0:51

    País

    Mais de 500 mil hectares de área ardida, 42 vítimas mortais, 71 de feridos, dezenas de casas e empresas destruídas. É este o balanço de mais um fim de semana trágico para Portugal a nível de incêndios florestais.

  • 2017: o ano em que mais território português ardeu
    1:41

    País

    Desde janeiro, houve mais área ardida do que em qualquer outro ano na história registada de incêndios florestais. Segundo dados provisórios do Sistema Europeu de Informação sobre Fogos Florestais, mais de 519 mil hectares foram consumidos pelas chamas até 17 de outubro, o que representa quase 6% de toda a área de Portugal. 

  • "Viverei com o peso na consciência até ao último dia"
    3:00
  • O que resta de Tondela depois dos incêndios
    1:07

    País

    O concelho de Tondela é agora um mar de cinzas, imagens recolhidas pela SIC com um drone mostram bem a dimensão do que foi destruído pelos incêndios. Perto 100 habitações principais ou secundárias, barracões, oficinas e stands arderam. 

  • Moradores reuniram esforços para salvar idosos das chamas em Pardieiros
    2:50

    País

    O incêndio de domingo em Nelas fez uma vítima mortal: um homem de 50 anos, de Caldas da Felgueira, que regressava de uma aldeia vizinha, onde tinha ido ajudar a combater as chamas. Em Pardieiros, no concelho de Carregal do Sal, várias casas arderam e uma jovem sofreu queimaduras ao fugir do incêndio. Durante o incêndio, pessoas reuniram esforços para salvar a povoação.

  • Cinco unidades fabris em Tondela destruídas pelas chamas
    3:06

    País

    As contas finais dos prejuízos na zona industrial de Tondela ainda não são definitivas, mas há cinco unidades fabris que foram atingidas pelas chamas. O aterro sanitário do Planalto Beirão foi também atingido pelo fogo que atravessou Tondela, onde ardeu o equivalente a 20 anos de resíduos orgânicos.

  • A fotografia que está a correr (e a impressionar) o Mundo

    Mundo

    A fotografia de uma cadela a carregar, na boca, o cadáver calcinado da cria está a comover o mundo. Entre as muitas fotografias que mostram o cenário causado pelos incêndios que devastaram a Galiza nos últimos dias, esta está a causar especial impacto. O registo é do fotógrafo Salvador Sas, da agência EFE. A imagem pode impressionar os mais sensíveis.

  • As lágrimas do primeiro-ministro do Canadá

    Mundo

    O primeiro-ministro da Canadá, Justin Trudeau, emocionou-se esta quarta-feira ao falar de um artista que morreu depois de perder uma luta contra o cancro. Gord Downie, vocalista da banda de rock canadiana "The Tragically Hip", faleceu esta terça-feira, aos 53 anos, vítima de um tumor cerebral.