sicnot

Perfil

perdidos e achados.png

Perdidos e Achados

SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

Perdidos e Achados

"À Beira da Estrada"

Com a conclusão das autoestradas do norte e do sul, o tráfego diminuiu significativamente nas Estradas Nacionais e isso levou à redução do número de clientes em muitos cafés e restaurantes que, durante anos, foram locais de paragem à beira da estrada. O progresso eliminava do mapa algumas localidades conhecidas de milhões de portugueses.

Em 1998, os restaurantes de Canal Caveira, famosos pelo cozido à portuguesa perdiam gente.

Em 1998, os restaurantes de Canal Caveira, famosos pelo cozido à portuguesa perdiam gente.

Quando o IC1 era o único caminho para o Algarve, os restaurantes da Mimosa não paravam de servir refeições, a qualquer hora.

Quando o IC1 era o único caminho para o Algarve, os restaurantes da Mimosa não paravam de servir refeições, a qualquer hora.

Para alguns proprietários a nova realidade foi uma sentença de morte, para outros, a sobrevivência implicou mudanças.

Em 1998, os restaurantes de Canal Caveira, famosos pelo cozido à portuguesa perdiam gente e a SIC ouvia as preocupações dos comerciantes.

Quando o IC1 era o único caminho para o Algarve, os restaurantes da Mimosa não paravam de servir refeições, a qualquer hora. Mas com a abertura do novo troço da autoestrada o negócio caiu para menos de metade. Em 2001, os empresários queixavam-se da falta de movimento.

Na autoestrada do norte o fenómeno foi semelhante. Alguns restaurantes ressentiram-se com a conclusão da A1, no entanto, há casas que nunca perderam clientes.

No Perdidos e Achados, vamos até Canal Caveira e Mimosa, no Alentejo e também a Pombal, ao Manjar do Marquês perceber o que mudou em alguns cafés e restaurantes, ao longo dos tempos.

Jornalista: Patrícia Mouzinho

Repórter de Imagem: Rui do Ó

Edição de Imagem: Jorge Costa

Produção: Cláudia Araújo, Madalena Durão

Coordenação: Maria João Ruela

Direção: Alcides Vieira

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23

    Mundo

    Cerca de 1.4 milhões de crianças estão em risco iminente de morrer à fome. Deste modo, a UNICEF faz um apelo urgente de cerca de 230 milhões de euros para levar nos próximos meses comida, água e serviços médicos a estas crianças. As imagens desta reportagem podem impressionar os espectadores mais sensíveis.

  • Vídeo amador mostra destruição na Síria
    1:04

    Mundo

    A guerra na Síria continua a fazer vítimas mortais. Um vídeo amador divulgado esta segunda-feira mostra o estado de uma localidade a este de Damasco, depois de um ataque aéreo no fim-de-semana. No ataque, 16 pessoas morreram e há várias dezenas de feridos.

  • Partidos querem eleições a 1 de outubro
    1:35
  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32
  • Homem que esfaqueou mulher em Esmoriz é acusado de homicídio qualificado
    1:24

    País

    O homem que no sábado esfaqueou a mulher em Esmoriz está acusado de homicídio qualificado. O arguido de 50 anos foi ouvido esta segunda-feira pelo juiz de instrução e ficou em prisão preventiva, uma medida fundamentada pelo perigo de fuga e de alarme. O homem remeteu-se ao silêncio durante o interrogatório, no Tribunal de Aveiro.

  • Homem condenado a oito anos e meio por abuso sexual da mãe
    1:10

    País

    O Tribunal de Coimbra condenou esta segunda-feira um homem de 53 anos a oito anos e meio de prisão por abuso sexual da mãe e ainda por crimes de roubo e coação. A mãe, de 70 anos, sofria de problemas nervosos e consumia bebidas alcoólicas com frequência, tendo sido vítima de abuso sexual por parte do filho enquanto dormia. Os crimes cometidos remetem para o início de 2016, depois do homem já ter cumprido outras penas de prisão em Espanha.

  • Jovem de 21 anos morre colhida por comboio na linha da Beira Baixa
    0:43

    País

    Uma jovem de 21 anos morreu esta segunda-feira ao ser atropelada pelo comboio Intercidades à saída da estação de Castelo Branco, na linha da Beira Baixa. A vítima foi colhida pelo comboio que seguia no sentido Lisboa-Covilhã ao atravessar a linha de caminho de ferro. Este é um local onde não existe passagem de nível, mas habitualmente muitas pessoas arriscam fazer a travessia da linha.

  • Banco do Metro com pénis gera polémica no México

    Mundo

    Um banco em formato de homem com o pénis exposto, numa das carruagens de Metro da Cidade do México, está a gerar polémica. A iniciativa integra uma campanha contra o assédio sexual de que as mulheres são vítima no país.