sicnot

Perfil

perdidos e achados.png

Perdidos e Achados

SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

Perdidos e Achados

"À Beira da Estrada"

Com a conclusão das autoestradas do norte e do sul, o tráfego diminuiu significativamente nas Estradas Nacionais e isso levou à redução do número de clientes em muitos cafés e restaurantes que, durante anos, foram locais de paragem à beira da estrada. O progresso eliminava do mapa algumas localidades conhecidas de milhões de portugueses.

Em 1998, os restaurantes de Canal Caveira, famosos pelo cozido à portuguesa perdiam gente.

Em 1998, os restaurantes de Canal Caveira, famosos pelo cozido à portuguesa perdiam gente.

Quando o IC1 era o único caminho para o Algarve, os restaurantes da Mimosa não paravam de servir refeições, a qualquer hora.

Quando o IC1 era o único caminho para o Algarve, os restaurantes da Mimosa não paravam de servir refeições, a qualquer hora.

Para alguns proprietários a nova realidade foi uma sentença de morte, para outros, a sobrevivência implicou mudanças.

Em 1998, os restaurantes de Canal Caveira, famosos pelo cozido à portuguesa perdiam gente e a SIC ouvia as preocupações dos comerciantes.

Quando o IC1 era o único caminho para o Algarve, os restaurantes da Mimosa não paravam de servir refeições, a qualquer hora. Mas com a abertura do novo troço da autoestrada o negócio caiu para menos de metade. Em 2001, os empresários queixavam-se da falta de movimento.

Na autoestrada do norte o fenómeno foi semelhante. Alguns restaurantes ressentiram-se com a conclusão da A1, no entanto, há casas que nunca perderam clientes.

No Perdidos e Achados, vamos até Canal Caveira e Mimosa, no Alentejo e também a Pombal, ao Manjar do Marquês perceber o que mudou em alguns cafés e restaurantes, ao longo dos tempos.

Jornalista: Patrícia Mouzinho

Repórter de Imagem: Rui do Ó

Edição de Imagem: Jorge Costa

Produção: Cláudia Araújo, Madalena Durão

Coordenação: Maria João Ruela

Direção: Alcides Vieira

  • PS volta a subir nas intenções de voto e não baixa dos 40%
    2:01