sicnot

Perfil

Últimas

  • Reino Unido cria Ministério para combater a solidão
    1:28

    Mundo

    O Reino Unido criou um Ministério para a Solidão, já tendo nomeado a titular da nova pasta. A primeira-ministra britânica anunciou ainda a criação de um fundo para promover soluções inovadoras de combate ao isolamento. Os problemas associados ao isolamento custam aos cofres cerca de 2.800 milhões de euros, por ano.

  • Jack White atua em Portugal em julho

    Cultura

    Jack White vai apresentar o novo disco em Portugal, no verão. O músico norte-americano atua no festival NOS Alive, a 14 de julho. "Boarding House Reach", vai ser lançado dia 23 de março e é o terceiro disco a solo do guitarrista que fundou os White Stripes e venceu 10 Grammys.

  • Jesus não acredita que o FC Porto esteja a "perder gás"
    0:45

    Desporto

    Em conferência de imprensa antes do embate desta sexta-feira, frente ao Vitória de Setúbal, Jorge Jesus abordou o jogo entre Estoril e FC Porto. O treinador do Sporting não acha que os dragões estejam a perder fulgor devido a um resultado negativo de um jogo que ainda não terminou.

  • Eduardo Cabrita diz que é prioritário "limpar o mato até final de maio"
    1:12

    País

    O ministro da Administração Interna afirmou esta quinta-feira que é prioridade sensibilizar as pessoas e os vários organismos para a prevenção de incêndios, o que passa, entre outras medidas, pela limpeza das matas até maio. Eduardo Cabrita tocou no assunto na conferência de imprensa que se seguiu ao Conselho de Ministros.

  • Treinador do Tondela quer sair do Dragão com três pontos
    2:10

    Desporto

    O Tondela defronta esta sexta-feira o FC Porto, no Estádio do Dragão, em jogo da 19.ª jornada da Primeira Liga. O treinador Pepa reconhece o favoritismo dos azuis e brancos mas acredita que a equipa beirã pode ser a primeira a sair do Dragão com os três pontos.

  • Oficiais de justiça marcam greve de três dias
    0:32

    País

    Os oficiais de justiça vão fazer uma greve entre os dias 31 de janeiro e 2 de fevereiro. À saída da cerimónia do novo ano judicial, o Presidente do sindicato, Carlos Almeida, denunciou a ausência de respostas por parte do Ministério.